DESTAQUES

Como convencer uma pessoa muito ciumenta a se tratar?

Eduardo Ferreira Santos 01/01/2016 PSICOLOGIA
Quem não se vê como ciumento, tem uma chance muito reduzida de se tratar

por Eduardo Ferreira Santos

"O meu marido acabou tudo por não confiar mais em mim, mas lendo bastante, descobri que ele sofre da síndrome de Otelo. Ficamos juntos por 20 anos. Quem pode lhe dizer que ele está doente? Não adiantar eu falar."

Resposta: Como já escrevi várias vezes, a questão do ciúme é apenas a ponta de um iceberg muito maior que pode envolver até distúrbios graves de personalidade.

Quem não se reconhece como ciumento, tem uma chance muito reduzida de se tratar, pois uma das condições fundamentais para um tratamento psiquiátrico-psicológico é que o paciente reconheça seu sofrimento e verdadeiramente queira se tratar.

Enfrentamos este problema em pessoas que sofrem de Transtorno de Personalidade, em Psicóticos (esquizofrênicos, por exemplo), em drogadictos (viciados em drogas). E a única forma de se conseguir alguma forma de ajuda terapêutica é através da intervenção de uma pessoa que tenha bastante ascendência sobre o paciente, tipo um pai, um amigo, um chefe!

Quando a pessoa NEGA sua condição doentia, infelizmente só podemos lhe mostrar o quanto está perdendo na vida com este problema, o que, sendo sincero, realmente ajuda pouco.

De qualquer forma, vale a pena recorrer a parentes ou pessoas próximas que possam dar uma ajuda, mas, reconheço, isso também é muito dificil.

O que vemos, na prática, é que essas pessoas, infelizmente, acabam sozinhas e sofrendo com seus problemas e sobrevivem pondo a culpa nos outros e no mundo, eximindo-se de qualquer responsabilidade!

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. O psiquiatra e psicólogo Eduardo Ferreira Santos responderá dúvidas e perguntas sobre os relacionamentos de uma maneira geral, sobre autoestima e conflitos emocionais. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



Eduardo Ferreira Santos

Psiquiatra e psicoterapeuta. Obteve Titulo de Mestre em Psicologia Clínica pela PUC-SP e o de Doutor em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina na USP. Escreveu os seguintes livros sobre relacionamento amoroso: Casamento missão (quase) impossível; Ciúme: O medo da perda; Ciúme: O lado amargo do amor Mais informações: www.ferreira-santos.med.br



ENQUETE

De qual problema você gostaria de se livrar em 2018?








VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.