DESTAQUES

Alimentação regrada aliada ao consumo de chás ajuda a emagrecer

Patricia Davidson Haiat 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR
Não adianta fazer uso das plantas com uma alimentação desregrada

por Patricia Davidson Haiat

A nutrição funcional ampliou seu campo de atuação, pois já é regulamento que nutricionistas podem incluir na dietoterapia o uso de fitoterápicos. A mistura entre alimentos e plantas favorece ainda mais a absorção e metabolismo dos nutrientes.

Falo sobre essa associação de alimento-planta, pois os bons resultados ocorrem mediante à alimentação equilibrada, pois os fitoterápicos servem como um auxiliar no tratamento.

Não adianta fazer uso das plantas com uma alimentação desregrada. Os fitoterápicos têm sido muito utilizados como ótimos auxiliares no emagrecimento. A forma de ação varia de cada um. Existem inúmeras formas de uso, podem ser ingeridos na dieta através de chás, temperos ou encapsulados.

Alimentação equilibrada aliada ao consumo de chás ajuda a emagrecer. Isso porque a combinação entre dieta regrada e plantas favorece ainda mais a absorção e o metabolismo dos nutrientes.

Chás: para que servem

- Hortelã ou erva-doce: para melhorar a digestão;

- Espinheira-santa: para gastrite e desconfortos estomacais;

- Hibiscus, cabelo de milho e cavalinha: para diminuir a sensação de inchaço;

- Camomila, erva-cidreira e passiflora: para a ajudar a relaxar e ter uma noite mais tranquila;

- Ginseng para dar um gás a mais.

Outra forma de utilizá-los é como temperos: polvilhar canela na banana ou misturar hortelã na salada é uma ótima pedida.

Para o processo de emagracimento alguns fitoterápicos estão sendo bastante utilizados na prática clínica como a caralluma fimbriata que consegue atuar no bloqueio da produção de gordura, o citrius aurantium que a aumenta a termogênese e consequentemente a perda de peso, ajudando a dar uma disposição a mais.

O chá verde também possui inúmeras ações como antioxidante, anti-inflamatória, atua na redução e na absorção de gorduras e como o citrus aumenta a termogênese. Outros como o glucomaman ou o psylium devem ser ingeridos com bastante água e funcionam como fibra dando mais saciedade, importante tambérm no processo de emagrecimento. As pesquisas avançam nesse campo e novos fitoterápicos, principalmente para a perda de peso, surgem a cada dia.

A fitoterapia oferece diferentes caminhos às terapias tradicionais, tendo a natureza como objeto de escolha para a melhora da saúde dos pacientes. Portanto, fitoterapia previne e trata doenças, sendo assim é importante cautela quanto ao uso. Não por ser uma planta que pode ser consumida em qualquer quantidade. O consumo de ter a supervisão de um médico ou nutricionista. Sabe-se que a conduta é individual. A erva que pode ser boa para uma pessoa, pode não ser para outra, podendo haver efeitos colaterais indesejáveis.

Segue abaixo alguns exemplos de misturas de chás que podem ser tomados quentes ou frios e a forma de preparo:

Mistura de ervas

- Digestivo e doenças gástricas: melissa + camomila

Infusão de 1 colher de sobremesa de folhas secas de melissa + 1 colher de sopa de camomila para cada xícara de água. Tomar de 2-4 xícaras por dia, preferencialmente após as refeições.

Espinheira-santa + tanchagem (mais para gastrite)

Infusão de 1 colher de sopa de tanchagem + 1 colher de sopa de espinheira-santa para xícara de água em infusão até 3x ao dia. Tomar 3x ao dia.

- Hepatoprotetores: carqueja

Sua utilização é de 2 colheres de sopa da erva picada para 1 litro de água, sob forma de chá, feita com infusão (ferve-se primeiro a água, coloca-se a erva num recipiente e joga a água fervente por cima, abafando, antes de tomar, pelo menos por cinco minutos). Tomar de 2 a 3 xícaras ao dia.

Diuréticos: chapéu de couro + cavalinha

Infusão de 1 colher de chá de chapéu de couro com 1 colher de chá de cavalinha para cada xícara de água, 3x ao dia.

Distúrbios do sono: passiflora + capim limão + camomila + melissa

½ xícara de passiflora + ½ xícara de capim limão + ½ xícara de camomila + ½ xícara de melissa. Misturar tudo em um recipiente e usar 1colher de sopa para uma xícara de chá para fazer a infusão. Tomar antes de dormir.

Sistema respiratório: guaco

Coloque 2 colheres de sopa de erva para um litro de água, quando a água alcançar fervura, desligue. Tampe e deixe a solução abafada por cerca de 10 minutos. Em seguida, é só coar e beber. Tomar de 2 a 3 xícaras ao dia.

Ácido úrico: chapéu de couro + cavalinha + alcachofra

Misture em um pote 1 colher de sobremesa de cada erva e utilize 1 colher de sobremesa da mistura para 200ml de água. Tomar 3x ao dia.

Hipoglicemiante: pata de vaca

Coloque 2 colheres de sopa de erva para um litro de água, quando a água alcançar fervura, desligue. Tampe e deixe a solução abafada por cerca de 10 minutos. Em seguida, é só coar e beber. Tomar de 2 a 3 xícaras ao dia.

Laxativos: carqueja

Sua utilização é de 2 colheres de sopa da erva picada para 1 litro de água, sob forma de chá, feita com infusão (ferve-se primeiro a água, coloca-se a erva num recipiente e joga a água fervente por cima, abafando, antes de tomar, pelo menos por cinco minutos). Tomar de 2 a 3 xícaras ao dia.

Expectorantes: guaco:

Coloque 2 colheres de sopa de erva para um litro de água, quando a água alcançar fervura, desligue. Tampe e deixe a solução abafada por cerca de 10 minutos. Em seguida, é só coar e beber. Tomar de 2 a 3 xícaras ao dia.




Patricia Davidson Haiat



ENQUETE

Você revidaria uma traição?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.