DESTAQUES

Observar a mente é o primeiro passo para ficar tranquilo

Emilce Shrividya Starling 01/01/2016 AUTOCONHECIMENTO
Observar a mente é o primeiro passo para ficar tranquilo
Fonte: Imagem Pixabay
Silêncio interno: acompanhe o ritmo de sua respiração

por Emilce Shrividya Starling

Uma técnica bem eficiente para se alcançar a tranquilidade da mente é observar como o pensamento negativo rapidamente foge ao seu controle, formando um turbilhão de pensamentos incontroláveis.

Muitas pessoas passam muitos de seus dias e noites com a mente repleta de pensamentos sobre o que precisará fazer no dia seguinte, qual telefonema precisará ser dado e o que vão dizer. Ou se preocupam com o futuro ou se aborrecem com o que lhes aconteceu no passado. E assim, podemos dizer que algumas pessoas têm esse tipo de “crise de pensamentos” que lhes tira a paz mental.

A Filosofia do Yoga nos dá uma importante chave para aquietar os pensamentos. Uma boa solução é observar o que está acontecendo em nossa mente antes desses pensamentos começarem a formar uma onda negativa. Quanto mais rápido observarmos que estamos construindo uma bola de neve mental, mais fácil teremos poder de interromper isso.

Em vez de ficar remoendo acontecimentos do passado ou alimentando expectativas sobre o que temos para fazer no dia seguinte ou nos próximos dias, o Yoga nos ensina a perceber essas ondas mentais e dizer para nós mesmos: “Olha, eu de novo no futuro”. ”Aí estou eu de novo no passado”. E, dessa maneira, com consciência, cortamos pela raiz essas ervas daninhas de pensamentos que geram inquietude e tristeza.

É importante parar essa espiral de pensamentos antes que se forme uma incontrolável crise de pensamentos. Portanto, é essencial desenvolver a vigilância sobre nossa mente e parar essa onda negativa antes que ela saia em disparada como um trem desgovernado.

O Yoga nos ensina a conversar com nossa mente, a não acreditar na mente negativa, analisar e ponderar sobre nossos pensamentos negativos. E também, não levá-los a sério, aprender a ignorá-los e afastá-los.

Essa opção de aprender a não levar seus pensamentos negativos a sério é muito eficiente para a arte da felicidade e da conquista da paz interior.

Aprenda a combater o primeiro pensamento negativo

Por exemplo, se tivermos um pensamento negativo, vindo de nosso passado e se alimentarmos isso, ele criará um turbilhão interno. Se dermos importância a ele, ficaremos convencidos de que deveríamos ficar tristes e infelizes.

Porém, se percebermos que a nossa mente está prestes a criar uma espiral de pensamentos incontroláveis, podemos escolher dispensar o pensamento. Podemos escolher cortar na raiz esse pensamento, imediatamente, tão logo ele surja.

Buda ensinou a importância de controlar os pensamentos e disse:

“Nós somos o que pensamos.
Tudo o que somos surge de nossos pensamentos.
Com os pensamentos construímos e destruímos o mundo.
A sua imaginação pode lhe causar mais danos que seu pior inimigo.
Mas, uma vez que você controle seus pensamentos, ninguém pode ajudá-lo tanto como sua mente – nem mesmo seu pai ou sua mãe.”

Uma boa técnica do Yoga é substituir o pensamento negativo por um pensamento oposto e positivo. Ou podemos também substituí-lo por um mantra do Yoga.

Pode ser o mantra Om Namah Shivaya, que significa : Eu honro o Ser interior que habita dentro de mim.

Clique aqui, no meu artigo 'Acalme a mente e fique bem’. E, aprenda mais sobre esse mantra, seu poder de nos acalmar e de nos elevar espiritualmente.

Lembre que só podemos sentir o que pensamos, portanto podemos escolher ser felizes ou infelizes dentro de nossa mente.

Mesmo que tenhamos passado por momentos difíceis na infância, na adolescência ou estejamos vivendo momentos de crise, mesmo assim, no momento presente, temos a escolha de dispensar os pensamentos que aumentam ainda mais nosso sofrimento mental. Podemos escolher os pensamentos que nos acalmem e que são mais importantes nesse momento.

Vamos percebendo que ao ignorar e cortar um pensamento negativo que ocupava nossa mente, subitamente, surgirão pensamentos pacíficos e nos sentiremos mais tranquilos.

Essa dinâmica mental também se aplica a pensamentos futuros ou ao que pensamos hoje de manhã. Uma discussão que tivemos não é mais uma discussão, e sim pensamentos que ficamos remoendo em nossa mente.

Precisamos compreender que é impossível sermos felizes se estivermos com a mente ocupada com pensamentos tristes do passado, com sentimentos de raiva, mágoas e com pensamentos inquietantes sobre o futuro.

Se conseguirmos ter esse discernimento e entendimento, vamos alcançar um estado de mente mais pacífico, com mais sabedoria.

Para conseguir sucesso na prática de observar a mente e estar presente no agora, é muito importante começar a ficar consciente nas atividades bem simples da nossa vida. Isso é um ponto chave, pois, geralmente, a mente aciona o piloto automático, e vamos fazendo essas ações cotidianas sem atenção ou presença.

Para vencermos a inquietude da mente, é bom treinar voltar nossa atenção para o que estivermos fazendo, totalmente conscientes de nós mesmos, acompanhando nossa respiração, observando nossos pensamentos e ações. Assim, não há como a mente se dispersar e vamos sentindo serenidade.

Esse treinamento exige prática constante e não se consegue isso de um dia para o outro. Quando começar a perceber que você se dispersa, é o primeiro sinal de que está ficando mais focado nas suas ações e começando a dominar seus pensamentos.

Desse modo, quando reconhecer que se distraiu, é um bom sinal. E, sem lutar com a mente, gentilmente, volte sua mente para o que estiver fazendo, melhore a postura de seu corpo, mude sua atitude mental e perceberá como mudará seu humor e bem-estar.

É necessário autoesforço e determinação, mas vale a pena, pois você vai conquistar a tranquilidade da mente. Seja mais feliz! Aprenda a observar sua mente e viva com mais serenidade no momento presente. Fique em paz! Namaste! Deus em mim saúda e agradece Deus em você!




Emilce Shrividya Starling

É formada em Yoga pela Federação de Yoga do Brasil e Centro de Estudos de Yoga Narayana/S.P, com aperfeiçoamento em Hatha Yoga e Meditação nos Estados Unidos. É professora de Hatha Yoga em Santos (SP), desde 1989. Atualmente ensina Filosofia do Yoga e Meditação.



ENQUETE

De qual problema você gostaria de se livrar em 2018?








VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.