DESTAQUES

Dicas para quem vai viajar e encarar longas horas na estrada

Jocelem Salgado 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR

por Jocelem Salgado

"Se você sente enjoos durante a viagem, tome somente água sem gás. Use um antiemético ("antienjoo") como o Plasil, alivia o enjoo e proporciona relaxamento"

Após o Réveillon, muitos aproveitam para tirar férias e viajar.

A maioria das pessoas vive sob estresse durante todo o ano e descansar nem sempre acontece facilmente para muitos. Ainda há muita resistência para se dar o direito de não fazer nada. Muitos médicos diagnosticaram a chamada “síndrome das férias”, que depois de um longo tempo sem parar a rotina do dia a dia, a pessoa cai doente assim que se sente desobrigada do "corre-corre” diário. O organismo acaba adoecendo e pode muitas vezes ocorrer a síndrome do final das férias, quando o corpo depois de um tempo relaxado, ressente que vai retomar a correria cotidiana novamente.

O corpo é um termômetro muito sensível ao que se passa no nosso universo emocional. É ele quem dá o alarme, pois geralmente represamos sentimentos e temos dificuldades em dizer não. Com isso criamos um dique que vai ser rompido no organismo. Todos esses sentimentos represados podem ser transformados em doenças, muitas delas consideradas psicossomáticas. Ou seja, aparecem no corpo quando a alma e a cabeça não estão bem. Lembre-se sempre que os alimentos do corpo também nutrem a alma.

Dicas para quem vai viajar e encarar longas horas na estrada

Não confie em se alimentar em postos de beira de estrada, pois nessa época do ano as estradas permanecem cheias e os engarrafamentos podem atrapalhar as previsões feitas com as paradas de alimentação. Por isso leve no carro muita água, lanchinhos leves (frutas secas, castanhas e nozes, polenguinho, barrinhas de cereais, etc.) e frutas. Se tiver com criança no carro, é muito importante mantê-la sempre hidratada.

Lembre-se que o estômago vazio pode provocar irritação em muitas pessoas. Isso pode gerar mau humor durante a viagem, portanto não se esqueça de levar os lanches e comer num intervalo de duas a três horas, principalmente em caso de viagens longas.

Se estiver viajando de ônibus para longas distâncias, lembre-se que a cada três horas são feitas as paradas, e nem sempre os postos de serviços são confiáveis. Prefira fazer lanches mais leves, evite frituras e gorduras em excesso ou alimentos que possuam maionese, pois essa se deteriora rapidamente e pode causar uma intoxicação alimentar séria.

Se você conhece bem seu organismo, saiba respeitá-lo, pois muitas vezes pode favorecer a formação de gases, principalmente se ingerir muitos grãos como: feijão, ervilha, grão-de-bico, etc. Associar bebidas gasosas como refrigerantes, água com gás e cerveja pode resultar em “combustão” e ser bem desagradável.

Se você sente enjoos durante a viagem, tome somente água sem gás. Use um antiemético ("antienjoo") como o Plasil, que alivia o enjoo e proporciona relaxamento. Porém, não use se você for o motorista, pois pode causar sonolência.

No verão use e abuse de frutas e sucos

Nessa época do ano, as frutas que estão em alta são:

Abacaxi, banana nanica, coco verde, figo, maracujá, melão amarelo, melancia, uva itália e uva niágara.

Frutas em início ou fim de safra:

Abacate, banana maçã, goiaba, mamão formosa, manga, pêra estrangeira e pêssego.

Como você está em período de férias não se esqueça de deixar o estado de espírito em alta.

Mesmo com engarrafamentos, filas, eventual falta de água no litoral, restaurantes cheios, praias lotadas, serviços demorados... não se esqueça que tudo isso faz parte do período de férias. Apesar disso tudo, aproveite essa oportunidade para relaxar mesmo!

 

 




Jocelem Salgado

Profa. Titular de Vida Saudável da ESALQ/USP/Campus Piracicaba. Autora dos livros: "Previna Doenças. Faça do Alimento o seu Medicamento" e "Pharmácia de Alimentos. Recomendações para Prevenir e Controlar Doenças", editora Madras



ENQUETE

Atração física não basta, tem que haver atração mental. Você concorda?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.