DESTAQUES

Nando Reis fala sobre 'O Segundo Sol'

Redação Vya Estelar 01/01/2016 ENTREVISTAS
Fiz a letra a partir de um texto esotérico

por Ângelo Medina 

Quando o segundo sol chegar
Para realinhar as órbitas dos planetas
Derrubando com assombro exemplar
O que os astrônomos diriam se tratar
De um outro cometa

Quando o segundo sol chegar
Para realinhar as órbitas dos planetas
Derrubando com assombro exemplar
O que os astrônomos diriam se tratar
De um outro cometa

Não digo que não me surpreendi
Antes que eu visse, você disse e eu não pude
acreditar

Mas você pode ter certeza
De que o seu telefone irá tocar
Em sua nova casa que abriga agora a trilha
Incluída nessa minha conversão

Eu só queria te contar
Que eu fui la fora e vi dois sóis num dia
E a vida que ardia sem explicação

Quando o segundo sol chegar
Para realinhar as órbitas dos planetas
Derrubando com assombro exemplar
O que os astrônomos diriam se tratar
De um outro cometa

Não digo que não me surpreendi
Antes que eu visse, você disse e eu não pude
acreditar

Mas você pode ter certeza
De que o seu telefone irá tocar
Em sua nova casa que abriga agora a trilha
Incluída nessa minha conversão

Eu só queria te contar
Que eu fui la fora e vi dois sóis num dia
E a vida que ardia sem explicação

Seu telefone irá tocar
Em sua nova casa que abriga agora a trilha
Incluída nessa minha conversão

Eu só queria te contar
Que eu fui lá fora e vi dois sóis num dia
E a vida que ardia sem explicação

Explicação
Não tem explicação
Explicação, não
Não tem explicação
Explicação, não tem
Não tem, não tem explicação
Explicação
Não tem explicação
Não tem, não tem...

Uma das mais belas canções do pop/Brasil deste ano com certeza é O Segundo Sol. Hit escrito pelo titã Nando Reis. Sua letra possui enfoque esotérico e é a canção de trabalho do recente CD da Cássia Eller Com você...Meu Mundo ficaria mais completo (Universal). O álbum tem produção dirigida pelo próprio Nando, no qual assina quatro faixas. O titã vai interpretar a canção, acompanhado de baixo e percussão, em seu novo show, no Crowne Plaza em São Paulo, nos dias 21, 22 e 23. Nesta entrevista ao Vya Estelar, o compositor falou sobre a referida canção, revelou seu lado místico e, evidentemente, conversou sobre música, é claro.  

Vya Estelar - Como nasceu a canção O Segundo Sol?

Nando Reis - Há um tempo atrás, mas não me lembro onde, li um texto de um esótérico no qual afirmava que iria surgir um segundo sol. Achei a idéia interessante e resolvi escrever a música. O segundo sol também pode ser interpretado como uma metáfora de uma relação amorosa. Uma pessoa pode ter um segundo sol na sua vida.

Vya Estelar - Como é seu processo de composição?

Nando Reis - Meu processo de composição é simultâneo. Letra, melodia e harmonia. Acontece num impulso, vêm tudo junto. Depois, muito trabalho. Escrevo vários rascunhos, inclusive fiz isto no Segundo Sol. Embora esta música tenha uma roupagem pop, eu reescrevi várias vezes até chegar num padrão; que eu achei que estava bacana. Algumas pessoas consideram que este trabalho não tem fim, mas eu chego num ponto de satisfação. Você chega na palavra certa e na imagem que agrada.

Vya Estelar - Fale um pouco sobre o seu lado místico?

Nando Reis - Não sigo nenhuma religião em específico. Respeito todas. Acredito na beleza. Principalmente na beleza das coisas da natureza, vejo isto como uma manifestação divina. Vejo também uma manifestação divina de fé, através da vida vinda de meus quatro filhos.

Vya Estelar - Possui simpatia por alguma corrente mística?

Nando Reis - Não posso falar com conhecimento de causa, mas tenho um simpatia pelo candomblé, acho interessante o sincretismo e a manifestação dos orixás.

Vya Estelar - Como você encara esta passagem para o novo milênio?

Nando Reis - Para mim está época é sempre muito especial, faço aniversário em 12 de janeiro, adoro o réveillon . Com certeza neste ano, com a mudança de século o frisson vai ser bem mais estimulante. A maneira como você se relaciona com o tempo é meio prosaica. Vou estar perto dos filhos.

Vya Estelar - Alguns setores da crítica não receberam muito este novo álbum dos Titãs. Como você encara isto?

Nando Reis - A única coisa que posso dizer a respeito da crítica é que a crítica é sempre previsível.

Vya Estelar - Como foi sua formação musical?

Nando Reis - Basicamente ouvindo e tocando, mas tive aulas de harmonia. A parte de produtor musical foi fazendo e aprendendo.

Vya Estelar - Você gostaria de ouvir as suas canções na voz de quem?

Nando Reis - Agora não vou ser modesto. Adoraria que o Roberto Carlos ou o João Gilberto gravassem alguma de minhas músicas.

Vya Estelar - Você como baixista, diga qual é seu preferido?

Nando Reis - Curto vários baixistas. Lá fora gosto do John Paul Jones, Robbie Shakespeare e Aston "Family Man" Barret, baixista da banda de Bob Marley. No Brasil gosto do Liminha.

Vya Estelar - O que você tem ouvido?

Nando Reis - Atualmente estou ouvindo uma caixa de CDs da Janis Joplin: Janis Joplin Box of Pearls. Estou gostando muito.

Vya Estelar - Nando Reis por Nando Reis Nando Reis?

Nando Reis - Míope, brasileiro e torcedor do São Paulo.




Redação Vya Estelar



ENQUETE

De qual problema você gostaria de se livrar em 2018?








VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.