imagem de capa

Comportamento

Família

Minha mãe é dependente química. O que faço?

Dependência química deve ser tratada no âmbito individual do dependente

por Blenda de Oliveira

“Brigamos constantemente, uma agride a outra fisicamente. Preciso de ajuda.”

Resposta: Nesses casos a busca de ajuda profissional (psiquiatra e psicólogo) é urgente.

Não tente resolver sozinha. A dependência química é algo muito sério e atinge aspectos, inclusive, neurológicos. Ajuda médica e psicológica são fundamentais.

Ao lado da ajuda direta à sua mãe, seria importante que você também tivesse um apoio psicológico.

Todos os estudos apontam que a dependência química deve ser tratada no âmbito individual do dependente, no âmbito familiar e na busca de uma nova inserção social. É um tratamento que requer paciência e continuidade, mas, ainda, é a melhor saída. Os profissionais, conhecendo de perto o caso da sua mãe e a dinâmica familiar, poderão orientá-la melhor e com mais precisão. Busque ajuda. Boa sorte!

Atenção!
Este texto não substitui uma consulta ou acompanhamento de um médico psiquiatra ou psicólogo e não se caracteriza como sendo um atendimento.

 


Doutora em psicologia clínica pela PUC-SP. Psicanalista pela Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo (SBPSP). Psicoterapeuta de adultos, adolescentes, crianças, famílias e casais. Atuante como Life Coaching em diversas áreas, utilizando essa metodologia para colaborar nos processos de sucessão familiar nas empresas.

O que você achou do novo Vya Estelar?