imagem de capa

Autoconhecimento

Minhas Atitudes

Sente o vazio da solidão? Saiba como preenchê-lo

Por que temos tanto medo de ficar sós?

18 out, 2017

por Patrícia Gebrim

Fomos condicionados a acreditar que estar só é o que resta aos perdedores.

Talvez essa mesma voz dos condicionamentos quisesse  nos manter afastados dos tesouros que nos habitam.

Uma pessoa que faz as pazes com o estar só e que é capaz de mergulhar em si mesma, torna-se instantaneamente rica e passa a sentir-se plenamente preenchida.

Dentro de cada um de nós existe o elo que nos conecta a tudo o que existe,  o exato oposto do temido sentimento de solidão.

"Quando mergulhamos dessa forma em nós mesmos, nos tornamos absolutamente livres."- sinta a força dessa afirmação.

Aqueles que evitam a solitude (saiba mais) tornam-se escravos e dependentes.

Isso cria imensos conflitos, pois em sua ausência de si mesmos passam a cobrar de outros que lhes deem o que não conseguem encontrar em si próprios.  

Passam a esperar e exigir, achando-se legítimos em suas expectativas, desconsiderando os limites e a própria existência dos outros, que se tornam meios para sua sensação de preenchimento.

Sentem-se magoados quando não lhes dão o que esperam receber.

Tornam-se aprisionadores daqueles que dizem amar, sem perceber.

Afastam de si aqueles que já se libertaram e não mais estabelecem relações de mútua dependência.

Muita dor seria evitada se simplesmente bebessem dessa infinita fonte de alegria e amor que habita todos nós. Se permitissem a todos os seres a plena liberdade de serem exatamente quem são, sem por isso deixar de amá-los.

Ouça.

Seja corajoso.

Explore as cavernas sagradas de seu próprio Ser.

Seja livre.

E liberte àqueles que você ama.


É Psicóloga Clínica, atua numa abordagem transpessoal. Seu trabalho é direcionado a favorecer o autoconhecimento e a transformação das crenças limitadoras que nos mantêm aprisionados a padrões repetitivos de escolhas. É escritora, publicou 'Gente que mora dentro da gente' e o best-seller 'Palavra de Criança' pela editora Pensamento

O que você achou do novo Vya Estelar?