DESTAQUES

Ele diz ter um sentimento especial por mim, mas que ainda não me ama. Como lidar com isso?

Anette Lewin 23/02/2018 PSICOLOGIA
Ele diz ter um sentimento especial por mim, mas que ainda não me ama. Como lidar com isso?
Fonte: imagem Pixabay
Esse descompasso de quando surge o amor para um ou para o outro é comum?

Por Anette Lewin  

Depoimento de uma leitora:

TEXTO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE



“Tenho um relacionamento há pouco mais de um ano e recentemente meu namorado me disse que ainda não me ama, porém nutre um sentimento muito especial por mim e que quer continuar comigo. Confesso que fiquei um pouco abalada, porque tenho certeza do que sinto por ele e não queria investir em algo que talvez não tenha retorno, que só me faça perder tempo e ter desgaste emocional. Não sei se estou sendo precipitada, ansiosa, já que sei de todo o histórico dele, do seu relacionamento passado que foi muito destrutivo e que deixou marcas profundas. Enfim... Se possível queria uma opinião sua.”

Resposta: Seria muito fácil discorrer sobre o descompasso amoroso se a palavra amor tivesse um significado universal. Acontece que o que uma pessoa define como amor pode ser muito diferente do que o que a outra quer dizer quando se refere a essa mesma palavrinha tão banalizada pelo romantismo.

Seu namorado deve ter sentido pela ex-namorada algo diferente do que sente por você. Talvez ele nomeou de “amor” o que sentiu por ela e agora não sabe como nomear o que sente por você. Só por que é um sentimento diferente. Assim, num primeiro momento, a fala dele não parece preocupante. Se ele diz que quer continuar com você, talvez dizer que ainda não a ama seja só uma forma de dizer que ainda não se sente preparado para um compromisso mais sério. Talvez porque sofreu muito no relacionamento anterior e não quer sofrer mais. Compreensível.

Você, por outro lado, afirma que tem certeza do que sente por ele e não quer perdê-lo. Talvez, por mais paradoxal que isso possa parecer, vale a pena questionar essa certeza: você está disposta a casar com ele a qualquer preço? E se a insegurança dele começar a pesar na relação? Afinal, qualquer relacionamento se constrói aos poucos. Talvez ao invés de lutar por alguém que você resolveu definir como “a pessoa que você ama” vale a pena investir nessa relação não apenas pela conquista, mas sim pela construção a dois de uma vida em comum.

Quando se constrói junto algum resultado pode aparecer; quando se constrói através de sonhos individuais os resultados, em geral, não passam de castelos de areia. Assim, tente descobrir quais os sonhos e objetivos que vocês têm em comum e invistam neles ao invés de focar nas suas aspirações pessoais. Vida a dois é isso.
Por outro lado, se em longo prazo você continuar ouvindo que não é amada, cabe a você usar sua sensibilidade para entender se seu namorado é capaz de superar os traumas amorosos do passado e construir uma relação saudável ou não.

Ser compreensiva e paciente são atitudes esperadas nos relacionamentos em formação. Mas estar com alguém que não consegue estar conosco e vive das sombras do passado não resultará em um relacionamento saudável. Assim, se esse “ainda não te amo” persistir e pairar sobre o relacionamento a longo prazo, vale uma conversa franca e um posicionamento mais assertivo da sua parte.

Lembre-se que definir sentimentos através de palavras é tarefa difícil é delicada. Cada um sente de forma pessoal, porque a história de cada um é única. Assim, se você é uma pessoa que toma decisões rapidamente e seu namorado não, certamente existirá uma diferença no sentir de cada um. Construir uma relação amorosa requer, antes de mais nada, entender, respeitar e aceitar o jeito de sentir do outro. Afinal, amor é uma escolha, não uma imposição. E qualquer escolha amorosa aproximará, num primeiro momento, pessoas que pensam, sentem e amam da forma que a vida lhes ensinou. Só as experiências que os dois passarem a viver em conjunto formarão a identidade do casal. E isso leva tempo. Bastante tempo.

Atenção!
Este texto não substitui uma consulta ou acompanhamento de um psicólogo e não se caracteriza como sendo um atendimento.

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. A psicóloga Anette Lewin responderá sobre relacionamento amoroso, conflitos na vida a dois e conjugal. Esta resposta possui dois formatos: 1º formato: responder as perguntas enviadas pelos leitores. 2º) formato: de A a Z, explicar através de uma palavra em específico (verbete) o significado do que sentimos ao amar. Esta palavra será extraída de um e-mail enviado pelo leitor a esta coluna. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



TAGS :

    ele, diz, gostar, de, mim, ainda, não, me, ama

Anette Lewin

É psicóloga graduada pela PUC/SP. É psicoterapeuta de adultos e adolescentes em consultório particular desde 1975 até a presente data. É coach em saúde mental.



ENQUETE

Você desempenha seu trabalho com fé?







VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.