imagem de capa

Equilibre-se

Espiritualidade

Saiba como entender seu próprio karma

Para mudar o karma, é necessário determinação e autoesforço

Por Emilce Shrividya Starling

Vamos contemplar um pouco mais sobre o princípio do karma para entender melhor os acontecimentos e a nossa vida.

A lei do Karma é a lei de causa e efeito, ação e reação. É uma lei educadora e não punitiva.

Segundo a tradição do Yoga, nossa consciência individual move-se por muitas vidas. Nossas impressões de vidas passadas determinam o nosso temperamento, a situação e o país em que nascemos, a maneira de nossos pais nos tratarem. Nada é por acaso ou punição. Temos o que precisamos e merecemos para nossa jornada atual na Terra.

Esse conceito de reencarnação é difícil para alguns ocidentais, mas mesmo que você não acredite em vidas passadas, entender os princípios básicos do karma, poderá lhe ajudar a compreender melhor sua própria vida com aceitação e superação.

O yogue Patanjali, que codificou o Yoga, diz em seu texto Yoga Sutra, que nossos pensamentos e ações passadas deixam impressões em nosso subconsciente. Essas impressões são guardadas em nossa memória subconsciente. São como marcas e sulcos na mente inconsciente e se manifestam como tendências, habilidades e hábitos mentais.

Contemple agora como entender o karma em sua vida

Se você quer entender o karma em sua vida, anote agora algumas qualidades e habilidades que você tem. São seus bons karmas. Agradeça seus bons karmas e perceba quantas bênçãos e qualidades você tem.

Agora anote suas maiores dificuldades e desafios como bloqueios emocionais e mentais, dificuldades sentimentais, familiares e financeiras. São seus karmas negativos.

Reflita como esses aspectos positivos e negativos têm ajudado você em sua evolução e transformação para melhor. Contemple como superou obstáculos e desenvolveu qualidades como coragem, resilência e paciência diante da dor e do sofrimento.

Reconheça seus erros, se arrependa, sem se culpar. Aprenda com seus erros. Tenha consciência de suas tendências e crenças negativas para mudá-las. Importante mudar essas atitudes e comportamento para diminuir os efeitos do karma. Para mudar o karma, é necessário determinação e autoesforço.

Em vez de egoísmo, desenvolver bondade, compaixão e amor. Em vez de avareza, desenvolver generosidade e desapego. Em vez de arrogância e orgulho, desenvolver humildade. Em vez de medo, coragem e fé. E muitas outras virtudes que limpam as impurezas da mente e do coração.

Desenvolva aceitação do seu karma

Não se sinta culpado ou vítima quando algo ruim lhe aconteça. Compreenda que os acontecimentos têm raízes kármicas, e isso lhe ajudará a desenvolver aceitação e não criar mais karma negativo em muitas situações.

Ao aceitar que os acontecimentos e perdas fazem parte da vida terrena e do karma dessa vida, você diminui o sofrimento e se liberta da revolta, da tristeza que gera depressão e muita dor.

Não se sinta como se estivesse sendo punido por ser ruim ou pecador. O Karma está sempre lhe ensinando para seu maior crescimento espiritual.

Quer entendamos ou não, não existe injustiça no plano divino. É como se nós estivéssemos vendo apenas um capitulo de uma grande novela de nossas vidas. Desse modo, não somos vítimas nem pecadores. Somos aprendizes do universo, em constante aprendizado e evolução.

Não é fácil aceitar perdas, mudanças e não realização de muitos sonhos, mas dia após dia, é importante superar a dor. Entenda que Deus não quer nossa dor e tristeza, e sim que possamos desenvolver virtudes e qualidades divinas que já existem em nós. As dificuldades e desafios são para polir nossa alma e viemos a esse mundo para essa evolução espiritual.

Agradeça, caminhe confiante com alegria e coragem.

Namaste! Deus em mim saúda e agradece Deus em você! Fique em paz!


É formada em Yoga pela Federação de Yoga do Brasil e Centro de Estudos de Yoga Narayana/S.P, com aperfeiçoamento em Hatha Yoga e Meditação nos Estados Unidos. É professora de Hatha Yoga em Santos (SP), desde 1989. Atualmente ensina Filosofia do Yoga e Meditação.

O que você achou do novo Vya Estelar?