imagem de capa

Entenda o TOC

Muito do que significa o TOC, na prática, já está no próprio nome: uma obsessão por alguma forma de compulsão

Da Redação

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca 3% da população mundial é atingida pelo TOC – Transtorno Obsessivo Compulsivo, que é caracterizado por quadros em que uma obsessão provoca compulsões repetidamente cumpridas pelo indivíduo.

O TOC é um distúrbio do cérebro causado por uma ansiedade extrema, que costuma se manifestar através de pensamentos indesejados, de compulsões ou comportamentos repetitivos.

Segundo o psiquiatra Rafael Silva, os exemplos mais comuns são lavar as mãos várias vezes para se livrar de germes ou verificar várias vezes se a porta está fechada, pesar e atos mentais como contar, repetir palavras... Além disso, o diagnóstico do TOC deve ser feito por um psiquiatra, não tem cura e o tratamento é feito à base de medicamentos e terapias.

Rafael salienta que não existe a pessoa ter “pouco TOC”, como uma preocupação de  manter uma casa sempre limpa por exemplo. Em geral, quem se preocupa com a limpeza de uma casa, enxerga a execução dessa tarefa como algo bom. Já o TOC, é um comportamento obsessivo, irracional, exagerado e sem controle, que traz enorme sofrimento à pessoa.      

Fonte: Agência USP

Atenção!
Este texto não substitui uma consulta ou acompanhamento de um médico psiquiatra e não se caracteriza como sendo um atendimento.         

 

 


Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.

O que você achou do novo Vya Estelar?