imagem de capa

Vya Estelar Responde

Fala Leitor

Como faço para sair da zona de conforto. Isto está acabando comigo?

A verdadeira questão é equacionar o que faz com que você se sinta em uma "zona de conforto"

Por Eduardo Ferreira Santos

Minidepoimento de uma leitora:  

"Como sair de uma zona de conforto destrutiva, que promove o medo, consequência do emocional sempre desequilibrado?"

Resposta: Como você pode chamar de "zona de conforto" uma situação emocionalmente tão desiquilibrada?

Será por conta de um "conforto econômico-financeiro" ou apenas uma "preguiça" inercial que impede a reorganização realmente mais confortável de sua vida?

Não é incomum que pessoas se deixem acomodar a situações que são verdadeiras "camas de prego" simplesmente por medo de enfrentarem a vida pelas suas próprias pernas.

A verdadeira questão é equacionar o que faz com que você se sinta em uma "zona de conforto", o que obviamente não está e tenha coragem para vencer o medo que é, ao mesmo tempo, a alavanca e a algema que a prende nessa situação.

Portanto, renove suas energias, reavalie sua real condição como ser humano e liberte-se de valores fúteis que são os grandes grilhões da nossa liberdade interior.

Atenção!
Este texto não substitui uma consulta ou acompanhamento de um médico psiquiatra ou psicólogo e não se caracteriza como sendo um atendimento.

 


Psiquiatra e psicoterapeuta. Obteve Titulo de Mestre em Psicologia Clínica pela PUC-SP e o de Doutor em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina na USP. Escreveu os seguintes livros sobre relacionamento amoroso: Casamento missão (quase) impossível; Ciúme: O medo da perda; Ciúme: O lado amargo do amor Mais informações: www.ferreira-santos.med.br


Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor(a), ainda mais pertinho de nós. O psiquiatra e psicoterapeuta Eduardo Ferreira Santos responderá perguntas enviadas por você sobre conflitos emocionais e existenciais; sobre transtornos psíquicos ou problemas de ordem psicológica. Os e-mails serão selecionados e publicados de acordo com critério editorial do Vya Estelar. Seu nome e e-mail não serão divulgados.


O que você achou do novo Vya Estelar?