imagem de capa

Vya Estelar Responde

Fala Leitor

Tenho essa mania horrível de arrancar cabelo há muitos anos. O que faço?

Insisto que você deva procurar um psiquiatra psicoterapeuta

Por Eduardo Ferreira Santos

Depoimento de uma leitora:   

"Desde que eu tinha 13 anos de idade. Hoje já tenho 34 e só piora. Tô quase ficando careca, tenho muita vergonha, ansiedade e estou desempregada, preciso de ajuda urgente. O que devo fazer?"

Resposta: A compulsão para arrancar os cabelos caracteriza um tipo de Transtorno Obsessivo-Compulsivo, geralmente acompanhada de muita ansiedade e depressão, necessitando de tratamento psicoterapêutico e, principalmente, farmacológico.

A origem desse distúrbio, como todos os outros Transtornos de Comportamento, é complexa, múltipla e biopsicossocial.

Sob o ponto de vista psicológico está ligado a um sentimento intenso e inconsciente de CULPA e depressão.

A ansiedade que precede o ato, o alívio imediato e a tristeza depois, estão interligadas por tênues, porém profundas distorções na formação da personalidade de alguém que, de alguma forma, precisa se punir por algo que nem sabe o quê.

Insisto que você deva procurar um psiquiatra psicoterapeuta (de qualquer linha) para que ele a diagnostique com precisão e indique o tratamento correto.

Atenção!
Este texto não substitui uma consulta ou acompanhamento de um médico psiquiatra e não se caracteriza como sendo um atendimento.


Psiquiatra e psicoterapeuta. Obteve Titulo de Mestre em Psicologia Clínica pela PUC-SP e o de Doutor em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina na USP. Escreveu os seguintes livros sobre relacionamento amoroso: Casamento missão (quase) impossível; Ciúme: O medo da perda; Ciúme: O lado amargo do amor Mais informações: www.ferreira-santos.med.br


Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor(a), ainda mais pertinho de nós. O psiquiatra e psicoterapeuta Eduardo Ferreira Santos responderá perguntas enviadas por você sobre conflitos emocionais e existenciais; sobre transtornos psíquicos ou problemas de ordem psicológica. Os e-mails serão selecionados e publicados de acordo com critério editorial do Vya Estelar. Seu nome e e-mail não serão divulgados.


O que você achou do novo Vya Estelar?