DESTAQUES

As redes sociais podem indicar casos de adoecimento psíquico?

Redação Vya Estelar 13/09/2018 NOTÍCIAS
As redes sociais podem indicar casos de adoecimento psíquico?
Fonte: imagem UFJF
Até que ponto as redes sociais contribuem para uma espetacularização da vida, numa sociedade altamente consumista e exibicionista?

Da Redação

Setembro amarelo: mês internacional de prevenção ao suicídio:
 
Possibilidade de negócios, namoro, além de interação com amigos e familiares. As redes sociais transformaram a rotina de milhões de usuários e seus números impressionam: mais de três bilhões de pessoas utilizam as mídias sociais com regularidade.

Pensando neste fato, alguns questionamentos surgem: até que ponto as redes sociais interferem ou contribuem para uma espetacularização da vida, numa sociedade altamente consumista e exibicionista? Quais efeitos são percebidos nas relações interpessoais? Há algum espaço social que deixa de ser preenchido pela interação e conectividade ininterruptas?

Diante de tais reflexões, o adoecimento psíquico, diretamente ligado ao suicídio é apontado como sintoma dessa nova conjuntura sociocultural, notadamente virtualizada, característica da atualidade.

O suicídio, considerado caso de saúde pública, ocupa a quarta posição no ranking de causa de morte em pessoas entre 15 e 29 anos e recebe, neste mês, discussões e debates mais direcionados a essa realidade por razão do movimento mundial “Setembro Amarelo”.

A oportunidade possibilita repensar posturas diante do assunto, refletir acerca de informações sobre pesquisas recentes, principalmente frente aos dados alarmantes que merecem análise cuidadosa.

A iniciativa do movimento surgiu, de acordo com a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), para disseminar informações a fim de auxiliar a sociedade a desmistificar o tabu em torno do suicídio – que atinge 11 mil pessoas anualmente, em média – ajudando médicos a identificar seus fatores de risco, tratar e instruir seus pacientes. Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), que tem como meta reduzir em 10% a mortalidade por suicídio até 2020, a prevenção pode ocorrer em mais de 90% dos casos.

Setembro amarelo: os traços do suicídio - clique aqui

Fonte: Universidade Federal de Juiz de Fora  - UFJF 




TAGS :

    setembro, amarelo, suicídio, redes, sociais, facebook

Redação Vya Estelar

Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.



ENQUETE

Você busca a tranquilidade ao acordar?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.