imagem de capa

Vya Estelar Responde

Fala Leitor

Antenor, pouco antenado, nunca ganhou na Mega-Sena

Acredite em milagres, mas não dependa deles. Immanuel Kant - filósofo prussiano (1724-1804)

07 jan, 2019

Por Ângelo Medina

O segundo maior prêmio da história da Mega-Sena, de R$ 302,5 milhões, fez fortuna e alegria de 58 sortudos em 17 estados brasileiros anteontem. Só perdeu para a Mega da Virada do ano retrasado no valor de R$306,7 milhões.

Antenor, o personagem deste post, trabalha como porteiro e queimou R$200,00 de seu salário mínimo em busca do sonho milionário para resolver magicamente, de uma vez só, todos os seus problemas. Todo ano e toda semana é a mesma coisa: joga incansavelmente em busca da sorte grande; até hoje isso não deu certo e ele segue com um sorriso nos lábios em seu trabalho como porteiro.

Pegar 20% do que ganha para jogar na Mega-Sena, fora o que jogou no decorrer do ano, gera no mínimo um questionamento: por que embora sempre perdendo, tendo apenas uma chance em 50 milhões de acertar com a aposta mínima de seis dezenas, Antenor ainda insiste em jogar gastando bem mais do que seria conveniente para quem ganha um salário mínimo?  

A resposta mais provável seria a seguinte: Antenor possui uma baixa autoestima e não acredita na possibilidade de reconstruir sua vida através de seus próprios meios. Por isso joga TODA sua motivação no jogo e isso o desmotiva para ir à luta de verdade. Ele está preso a um padrão de comportamento:  não se liberta do vício de jogar e não consegue força para buscar uma ALTERNATIVA mais construtiva para si.
 
Ir à luta poderia se traduzir simplesmente em buscar metas mais reais e próximas: se ele investisse na poupança por apenas um ano os R$2400,00 torrados nos jogos da Mega-Sena, faturaria R$2556,00.  
   
Antenor, pouco antenado, vive de expectativas e idealizações, joga na Mega-Sena há 22 anos. Se multiplicarmos esses cerca de 2500 reais por 22, sem contar juros sobre juros, Antenor já poderia ter realizado o sonho de consumo de comprar um carro zero no valor de 55 mil reais.

Mas se Antenor ligasse sua antena e se conectasse minimamente ao seu poder criativo, poderia encontrar outras soluções para melhorar sua renda, como estudar ou fazer um curso rápido que o qualificasse em alguma especialização. Ou então, com R$200,00 ao mês, poderia iniciar no quintal de sua casa na periferia, uma horta ou uma produção de ovos caipira e futuramente expandir esse pequeno negócio. Nada começa grande, qualquer empreendimento na vida requer paciência, constância, desenvolvimento gradual e perseverança.        
                                
Mas e o milagre do sonho de ficar milionário da noite para o dia? Ele abandonaria?

Não... poderia de vez em quando brincar de jogar e de sonhar... mas com a frase de Kant na cabeça: "Acredite em milagres, mas não dependa deles."
 
Mas se você quer, desculpe-me o clichê, transformar seus sonhos em metas: confie em você, no seu poder pessoal, nas suas crenças positivas... para poder moldar o destino que você sempre sonhou: mas isso pressupõe escolhas, decisões e, principalmente, ações.

Mas frases motivadoras também podem ajudar – clique aqui e boa sorte!           


Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.


Vya Estelar Responde



O que você achou do novo Vya Estelar?