imagem de capa

Vya Estelar Responde

Fala Leitor

Sua inocência é sua: o caminho para se admirar e ser admirado

“Há uma inocência na admiração: é a daquele a quem ainda não passou pela cabeça que também ele poderia um dia ser admirado.” Friedrich Nietzsche

10 jan, 2019

Por Ângelo Medina

A palavra inocência me remete às partes infantis de nosso ser, mais precisamente, à nossa criança interior. As crianças admiram tudo o tempo todo. A base dessa admiração consiste simplesmente em Viver/Ser... a criança apenas é!  Apenas faz! Não julga! Com atenção plena no momento presente, se diverte em cada ato e não há nada que a separe de sua ação: do brincar e do brinquedo. Criança, brincadeira e brinquedo se fundem em uma coisa só. Sem pensar no que faz, ela admira aquela brincadeira, que por sua vez pode admirar os adultos.

Mas quando nos tornamos gente grande, passamos a pensar e a julgar nossas tarefas e isso acaba bloqueando o fluxo de nossa energia para que atuemos como Ser Integral em uma determinada tarefa. Ou seja, se entregar às nossas ações de forma livre, plena, com alegria, vontade, prazer e diversão. Assim, a gente se doa para o Viver sem nos exaurir. E o cesto de carga que carregamos no cotidiano fica bem menor.

Admire-se! Se você não se admira, forje esse personagem que está oculto nas profundezas do seu ser e deixo-o vir à tona, pois ele está te esperando...  E viva a sua Verdade. Resgate aquela inocência que te permite ver tudo com mais leveza, cor, brilho e autoconfiança. A criança não tem medo... Ela simplesmente age, faz...

A sua inocência é sua! Se foi roubada com a maturidade: resgate-a!             

 


Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.

O que você achou do novo Vya Estelar?