imagem de capa

Golpe do destino: como buscar um novo objetivo na vida?

Na vida não se joga fora longos caminhos percorridos

Por Oscar D’Ambrosio

Há filmes que, embora aclamados pela crítica, acabam passando despercebidos pelo público. Não são conhecidos e muito menos vistos. É esse o caso de “The Rider”, traduzido por “Domando o destino”. Sob a direção da chinesa radicada em Nova York, Chloe Zhao, surge uma história real com dimensões épicas pela sua simplicidade.

O enredo é enganadoramente simples. Um jovem cowboy sobre um grave acidente no cérebro que o impede não só de competir, mas mesmo de cavalgar. Trata-se de uma lesão neurológica que tem como sequela aparente apenas a rigidez em certos movimentos de uma das mãos, mas qualquer nova queda pode ser fatal.

Na vida não se joga fora longos caminhos percorridos, seguir os movimentos das circunstâncias, refletir, adaptar-se e dar uma meia-volta podem ajudar    

O desafio é encontrar um novo objetivo na vida. O rapaz contenta-se em treinar cavalos, mas mesmo essa atividade começa a ser um risco. A escolha de voltar a competir, ignorando os conselhos dos médicos, é também uma possibilidade que coloca à sua frente, num momento que acumula perdas e aparentemente nenhum ganho existencial.

O próprio Brady Jandreau interpreta a si mesmo e o faz sob uma direção segura, que não cai no melodrama. A obra acumulou prêmios e traz um retrato de um lado norte-americano pouco conhecido, marcado pelo contato direto com os cavalos, a amplitude dos ambientes e uma profunda solidão. Todos esses tópicos reunidos tornam o filme tocante, denso e belo. Não é pouca coisa!
 

Fonte: Oscar D’Ambrosio é jornalista pela USP, mestre em Artes Visuais pela Unesp, graduado em Letras (Português e Inglês) e doutor em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.

 


Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Existe reciprocidade no seu relacionamento amoroso?