imagem de capa

Equilibre-se

Espiritualidade

Viva melhor: escolha o que pensar

Permita-se sentir paciência, que é aceitação, disciplina, autodomínio e força interior

Se você tem uma pedra em seu sapato, você a tira. Descalça o sapato, o sacode e senti alívio imediato. Da mesma maneira, precisa compreender que é igualmente fácil remover um pensamento irritante e negativo da mente. Isso é claro e simples. Basta decidir fazer isso. Escolher o que pensa. Optar por ser mais paciente compreensivo e sereno. Esta é uma grande conquista, pois sem este autodomínio, somos meros escravos de fantasias, dramas, irritações e medos infundados criados pela mente.

Como você planta um jardim, escolhendo boas sementes, plantando-as, esperando que brotem e germinem, assim também você tem que plantar boas sementes em sua mente. Deste modo, escolha os pensamentos que contribuirão para a criação das experiências que você deseja. Compreenda que você escolhe ser mais feliz ou não.

Novos pensamentos, vida melhor  

Depende de plantar e cultivar estes pensamentos no subconsciente. Com o tempo, as mudanças vão acontecendo e você vai colhendo os frutos da paciência, da força da mente positiva. À medida que você começa a pensar em ser mais amável gentil e paciente com você mesmo, você planta os novos pensamentos e colhe uma vida melhor.

Para cuidar de um jardim, você observa e arranca as ervas daninhas. Do mesmo modo, para cuidar do jardim interior em sua mente, você precisa observar os velhos pensamentos negativos e os arrancar o mais rápido possível. Afastar esses pensamentos e condicionamentos assim que os observar.

E, tenha paciência, pois esse é um processo de aprendizado. Aceite com naturalidade os retrocessos. Somos humanos e imperfeitos e as falhas e defeitos fazem parte da condição humana. Liberte-se assim do perfeccionismo que traz tanta irritação e nervosismo.

Com a prática e com o tempo, vamos possuindo esta capacidade de tolerância e paciência, e mesmo que vivamos em um ambiente muito tenso, que provoca nervosismo e estresse, nossa serenidade e paz de espírito não serão perturbadas, porque adquirimos paciência.

Não confunda paciência e tolerância com fraqueza e passividade. Pelo contrário, reagir a uma situação com paciência em vez de sentir raiva e impaciência, é o fruto de uma mente forte. Provém da autodisciplina, do controle da mente. Nas situações difíceis e desafiadoras, a paciência nos ajuda a manter nosso equilíbrio, nossa vontade interior e pode nos apoiar.

A paciência está ligada intimamente à humildade, à aceitação e ao perdão. Quando desenvolvemos a paciência e tolerância, estas virtudes surgem naturalmente em nosso interior. Com elas, vamos nos libertando dos ressentimentos e da raiva. Vamos compreendendo que passado é passado e não adianta ficar remoendo o que já passou, se torturando e sendo assim seu próprio inimigo.

Sentir mágoas e raiva não mudam as situações, apenas perturba a nossa mente e causa infelicidade. Não é errado se lembrar do passado, mas precisamos nos libertar dos sentimentos negativos ligados aos acontecimentos.

Quando problemas e dificuldades surgirem, compreenda que Deus quer que você extraia disso algumas lições e que Ele vai lhe proteger. Agradeça também as coisas difíceis porque através delas você cresce e evolui espiritualmente. Mantenha a alegria e serenidade interior através da gratidão, da aceitação e da despreocupação.
Permita que Deus gire a roda de seu destino, entregando e confiando Nele, com fé e confiança. Sinta e mentalize: Deus está comigo. Eu estou com Deus.

Mentalize muitas vezes ao dia: “Sou forte, forte, forte. Faço parte de Deus. Deus é força e eu estou pleno de força.”

Permita-se sentir paciência, que é aceitação, disciplina, autodomínio, força interior. Permita que a joia da paciência surja de seu próprio ser e brilhe. Aplique a paciência e colha seus benéficos frutos, vivendo com mais entusiasmo e tranquilidade.

Namaste! Deus em saúda e agradece Deus em você!


É formada em Yoga pela Federação de Yoga do Brasil e Centro de Estudos de Yoga Narayana/SP com cursos de aperfeiçoamento em Hatha Yoga e Meditação nos Estados Unidos.  Foi Professora de Hatha Yoga por 26 anos em Santos/SP. Atualmente ensina Filosofia do Yoga e Meditação.

Existe reciprocidade no seu relacionamento amoroso?