imagem de capa

Comportamento

Amor

Devo tatuar o nome do meu par?

Atitude é uma forma de exibir o relacionamento ou mesmo de expor o par na busca pela conquista

Por Eduardo Yabusaki

As tatoos, mais do que ser uma arte permanente exposta no corpo, para cada aficionado que a faz, têm um significado, não só de liberdade com o próprio corpo e estética, mas também outros significados associados diretamente com o próprio desenho, imagem, frases, nomes etc.

Há pessoas que tatuam a imagem ou nome da pessoa amada por diferentes motivos. Para ela terá um significado especial e que justifica um registro definitivo em seu próprio corpo.

Não é incomum observarmos o nome ou imagem de filhos, familiares e mesmo do par amoroso registrado eternamente no próprio corpo pela tatuagem, como forma de homenagear e manifestar seu amor eterno. Independentemente de quem seja o homenageado, é importante que cada um reflita e avalie o significado de tal demonstração.

Afinal, tudo o que envolve alguém que não seja eu, precisa levar em conta o desejo e opinião do outro, que no caso da homenagem com uma tatoo, será exposto publicamente. Porém, nem sempre o tatuado tem essa preocupação de levar em conta como será para o homenageado.

Converse com o par antes de fazer a tatoo

O par pode achar lindo e maravilhoso e em nada interferir no relacionamento. Porém, dependendo de como está o relacionamento, a tatoo pode gerar conflitos. Isso pode ocorrer por exemplo no início do relacionamento. Uma das partes movida pela paixão, resolve fazer uma tatoo para surpreender o outro com a intenção de conquistar e envolver ainda mais o par. Esse tipo de situação é de alto risco. Afinal, não podemos saber qual será a reação do par; supor é possível, mas saber efetivamente não. Ela pode reagir superbem e achar fantástico e repercutir favoravelmente na intensificação da paixão entre ambos; pode criar um impacto de surpresa e ser indiferente ao outro; o que pode ser frustrante para o tatuado; pode gerar um impacto negativo em que o par se vê exposto. E por ser uma pessoa discreta, reservada ou ainda, não tão certa quanto aos seus sentimentos, se vê pressionada, por não ter sido consultada em ser exposta publicamente.

Tatoo e crise na relação

Observamos ainda pessoas que diante de uma crise no relacionamento, ameaçada pela possibilidade da perda do par, num impulso desesperado faz a tatoo para manifestar seus sentimentos que pensa ser de amor, mas que talvez possa ser uma dependência em relação a outra pessoa, e que pode ter efeitos mais desastrosos do que positivos para o relacionamento; pois, como dito anteriormente, não é possível saber qual será a reação do outro.

A tatoo pode ser um registro artístico e afetivo importante. Mas é essencial que trilhemos um caminho de uma tranquila comunicação.


Eduardo Yabusaki - Psicólogo e Sexólogo Especializado em Terapia Comportamental Cognitiva, Terapia de Casal e Terapia Sexual. Coordenador do Curso de Sexologia Clínica ministrado em diferentes cidades há mais de 15 anos. Docente convidado do Curso de Fromação em Sexologia Clínica de BH. Responsável pelo www.vidadecasalbh.com.br

O que você achou do novo Vya Estelar?