imagem de capa

Autoconhecimento

Minhas Atitudes

Você propaga mentiras?

Antes de clicar no ícone de enviar mensagem, transforme-se numa pessoa confiável...

Por Regina Wielenska

Faz relativamente pouco tempo que surgiram agências de informação especializadas na checagem de informações divulgadas via Internet. Alguns sites também exercem essa função, como o Snopes, Hoax Slayer, Quatro Cantos e Boatos.

Histórias inverídicas circulam pelo mundo desde sempre. Até hoje jovens ouvem no colégio histórias da aparição da Loira do Banheiro, e olhem que na minha adolescência esta lenda já era velha... O que mudou foi que informações se propagam através da internet de modo assustadoramente veloz.

Não existe almoço grátis  

Como alguém acredita que uma ninhada de saudáveis cães de raça foi abandonada e agora encontra-se para adoção sem custo, bastando ao interessado ligar no fone tal?  E como há pessoas de boa fé que propagam o insensato boato de que o chá de erva-doce tem princípios terapêuticos suficientes para combate da influenza causada pelo vírus do H1N1? Um hospital do interior de São Paulo vire e mexe vira assunto: afirmam indevidamente que nele sobram córneas para transplante e que elas são desperdiçadas... Bobagem total, há uma organizada Central de Transplante de Órgãos em cada estado brasileiro, e desperdício não existe. Há, outrossim, escassez de doações.

Um capítulo à parte se refere aos temas de natureza política. E a gente quase enlouquece na tentativa de checar cada pedaço de informação apresentada em um artigo complexo, discurso de político ou vídeo qualquer.

Tirando as questões políticas, checáveis, porém bem complexas, informações pontuais podem ser verificadas com relativa facilidade, bastando colocar no Google ou em outro buscador as palavras-chave que caracterizam o assunto, acrescidas da palavra hoax e boato. Por exemplo: erva doce, H1N1, boato, hoax. Pronto, em segundos chega o desmentido e deixamos de espalhar inverdades. Uma pessoa crédula pode, por exemplo, deixar de tomar a vacina, disponível na rede pública, e preferir tomar um chá inócuo contra o vírus. Sua vida é posta em risco por seguir uma informação absolutamente falsa...

Antes de clicar no ícone de enviar mensagem, transforme-se numa pessoa confiável, responsável e que pensa no bem coletivo.


É psicoterapeuta na abordagem analítico-comportamental na cidade de São Paulo. Graduada em Psicologia pela PUC-SP em 1981, é Mestre e Doutora em Psicologia Experimental pela IP-USP. Atua como terapeuta e supervisora clínica, é também professora-convidada em cursos de Especialização e Aprimoramento. Publicou dezenas de artigos científicos, e de divulgação científica, além de ser coautora de livros infanto-juvenis.

O que você achou do novo Vya Estelar?