imagem de capa

Comportamento

Família

Estou educando meu filho de forma adequada?

Ser pai ou mãe é tarefa desafiadora, pois precisamos continuamente nos propor a olhar para nós mesmos

05 set, 2019

Ser pai ou mãe não é nem de longe uma tarefa fácil. Criar um filho já é suficientemente desafiador; você precisa prover alimento, segurança física, moradia entre outros. Mas, está é a parte mais básica. O que realmente nos coloca em xeque é que temos a função de educar esse ser.

Quando temos um filho, temos a responsabilidade de ampará-lo em seus primeiros passos na vida, auxiliá-lo e estimulá-lo a se tornar um indivíduo; ou seja, um ser não dividido, integrado e consciente de quem é. Fato é que nós mesmos temos nossas dificuldades, nossas negatividades e nossa sombra e, o percurso da maternidade ou paternidade, precisa se dar mesmo assim. É observando e lidando com nossas questões e ao mesmo tempo educando este ser, que essa construção precisa se dar. Se ignoramos essa realidade, tudo que não está sendo olhado, irá imergir e atuará nessa relação, inconscientemente, trazendo danos e atrapalhando o desenvolvimento dessa pessoa sob a qual temos a tutela nesta vida.

Caminho para uma educação mais verdadeira

Por outro lado, quanto mais reconhecemos nossas dores e negatividades e mais as aceitamos, dispostos a lidar com elas em vez de negá-las, mais fluida e verdadeira se dará a educação de nossos filhos, ultrapassando somente a criação de boas maneiras ou bons hábitos, mas também, estimulando-os realmente em sua experiência de ser no mundo. Possivelmente assim, economizando anos de terapia para terem que descortinar a verdade sobre eles mesmos e sobre as relações à sua volta.

Desse modo, ser pai ou mãe é tarefa desafiadora, pois precisamos continuamente nos propor a olhar para nós mesmos, fazer nosso trabalho de autoconhecimento, para só então, desse modo, poder ajudar essa pessoa a ser alguém melhor. Do contrário, o que podemos fazer é muito mais atrapalhá-lo. Nossa missão e responsabilidade são grandes, mas os frutos também quando vemos o resultados positivo de nosso esforço estampado naquele que cresce diante de si.

Reflita sobre isso.


Formada em Psicologia pela PUC-SP e Master Coach certificada pelo Behavioral Coaching Institute. Utiliza a Terapia Cognitivo Comportamental como base do seu trabalho, mas reconhecendo a profundidade e complexidade do ser humano e por ser uma eterna curiosa e buscadora de autoconhecimento, fez formações em Bioenergética, Programação Neurolinguística, Yoga, Barras de Access, Theta Healing, Constelação Familiar, entre outras, possuindo uma visão bastante abrangente em sua maneira de auxiliar as pessoas. Possui como foco de vida e trabalho a promoção do autoconhecimento e da inteligência emocional e o desenvolvimento pessoal. https://www.thaispetroff.com.br

Existe reciprocidade no seu relacionamento amoroso?