imagem de capa

Não existe bronzeamento artificial seguro; diz especialista

Da Redação

Bronzeamento artificial seguro prometido nos salões de bronzeamento não existe. De acordo com a dermatologista Dra. Márcia Grieco, as câmaras de bronzeamento artificial agem com maior intensidade e em tempo mais curto em relação ao sol emitindo UVA de forma concentrada. Como o responsável pela queimadura é o UVB, as pessoas acabam achando que o bronzeamento artificial não oferece riscos. "Na verdade o procedimento pode trazer uma série de problemas como manchas, sardas, rugas, catarata, envelhecimento precoce, a ate o câncer de pele", explica a médica.

Sugestões para conseguir um bronzeamento seguro:

1 - Não fazer bronzeamento artificial (lâmpadas)

2 - Evitar o sol entre 10:00 e 16:00 horas

3 - Usar bonés, chapéus, de preferência com FPS no tecido (dióxido de titânio e poliamidas)

4 - Usar FPS no mínimo 15 e reaplicar de 2/2 horas e todas asa vezes que sairmos da água ou suarmos (mesmo os que são à prova d'agua)

5 - Beber muito liquido e fazer alimentação leve

6 - Usar óculos de sol com proteção UVA e UVB


Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.

O que você achou do novo Vya Estelar?