imagem de capa

Vya Estelar Responde

Fala Leitor

Eu e meu marido somos sócios: nossa relacão se desgasta. O que fazer?

Evitem levar questões profissionais para casa

01 jan, 2016

por Anette Lewin

"Há 10 meses eu e meu marido temos uma sociedade com mais três amigos. Estamos vivendo a maior crise financeira que já passamos e não concordo com muitas coisas que acontecem dentro da empresa. Quando exponho isto, sempre entramos em atrito. Não sei mais como lidar com tantas brigas homéricas, pois me sinto sobrecarregada, cuidando de casa, filho e trabalho. Pior mesmo é sentir que isto está interferindo em todo nosso relacionamento que até então era cheio de amor. Me sinto péssima. Sinto-me perdida e perdendo a cumplicidade do homem mais lindo e amoroso que já tive na vida!"

Resposta: Sua tarefa não é fácil. Principalmente por que a empresa está começando, o dinheiro faltando e muita gente palpitando.

Não se esqueça porém que vocês estão fazendo uma tentativa e, certamente, terão que modificar muita coisa até chegarem a uma forma equilibrada de gerenciar o novo empreendimento.

Se você quer contribuir e tem um cargo, que é importante e necessário, tente executá-lo da melhor maneira que puder evitando entrar em discussões sobre o que está certo e o que está errado. Afinal, ninguém ainda encontrou a fórmula, não é? A não ser que sua funcão seja na área de planejamento, tente guardar suas opiniões para si mesma e manifestar-se apenas em reuniões de avaliação quando for chamada para opinar.

Como expor suas ideias sem entrar em conflito?

O modo de expor suas ideias também deve ser avaliado. Evite usar a expressão "não concordo". Ela, provavelmente, provocará em seu marido uma reação defensiva e fará com que ele nem consiga avaliar direito o que você está dizendo. Tente ouvir a ideia dele e expor a sua como complementar, ao invés de oposta. As pessoas prestam muito mais atenção quando ouvem um sim do que quando ouvem um não. Assim, ouvir a ideia do seu marido, acolhê-la e complementar com a sua pode facilitar as tomadas de decisão numa sociedade. Afinal, vocês são sócios que jogam no mesmo time, não rivais de batalha, não é?

Por fim, lembre-se que casais que trabalham juntos devem evitar levar questões profissionais para casa. É importante que o casal evite fazer do trabalho o único tema que os une sob pena de acabar com o casamento em momentos de dificuldade profissional como o que vocês estão passando. Vocês têm um filho, uma casa, um relacionamento, sonhos pessoais, enfim, esses aspectos da vida de vocês merecem atenção e envolvimento.

Chegando em casa tentem, na medida do possivel, deixar os problemas do trabalho para o dia seguinte, relaxar, olhar um para o outro. Afinal, vocês escolheram a parceria amorosa antes da parceria no trabalho. Não deixem que a eventualidade de uma tentativa profissional destrua uma escolha amorosa consciente e que já deu como fruto um filho. Afinal, a parceria profissional ainda não deu frutos, mas pode dar. É só se empenhar, avaliar acertos e erros e saber esperar.


É psicóloga graduada pela PUC/SP. É psicoterapeuta de adultos e adolescentes em consultório particular desde 1975 até a presente data. É coach em saúde mental.


Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor(a), ainda mais pertinho de nós. A psicóloga Anette Lewin responderá perguntas enviadas por você sobre relacionamento amoroso, conflitos na vida a dois e conjugal. Esta resposta possui dois formatos:

1º formato: responder as perguntas enviadas por você;

2º) formato: extrair uma palavra em específico de uma pergunta que você enviou (ex: traição). E partir desta palavra, revelar o significado do que sentimos ao nos relacionar. Seu nome e e-mail serão preservados.

O que você achou do novo Vya Estelar?