imagem de capa

Comportamento

Amor

Cultura machista ainda consolidada, ampara traição

Traição não cabe em relacionamento algum que se pretenda ser sério

por Eduardo Yabusaki

"Meu marido me traiu, mas no seu entendimento, ele acha que não errou. Não estou sabendo lidar com isso"

Esta é uma situação que quase sempre leva ao rompimento do casamento. É uma experiência vivida por muitas mulheres em seus casamentos, e quase que invariavelmente o homem tem a cara de pau de dizer que o fato em si não é de grande importância ou que isso não foi um erro. Afinal, não passou de sexo e foi tomado pelas circunstâncias e não tem um significado maior.

Chega a ser uma situação em que não cabe discussão com tal argumentação, de tão absurda e desrespeitosa que é. Afinal, expor a esposa a uma situação humilhante e de tamanha desconsideração não pode ser compreendida ou aceita dentro de um casamento.

A situação aqui descrita lamentavelmente expressa uma realidade ainda muito presente em nossa sociedade, de uma cultura machista em que o homem se vê no direito de conduzir essa situação dentro de condições que, para ele, são as mais naturais do mundo.

Pode parecer estranho ou surreal, mas ainda temos um predomínio de homens que pensa e age assim.

Consolidação da cultura machista

Pode parecer um discurso pessimista, mas a forma com que as pessoas estão vivendo e interagindo afetivamente, reflete de algum modo essa consolidação da cultura machista. Refiro-me aqui ao fato do quanto as pessoas, de uma forma geral, não só púberes e adolescentes, estão vivendo os relacionamentos de forma descompromissada e mesmo inconsequente, sem maiores envolvimentos ou aprofundamento. Vivem de forma fugaz, apenas para ter bons momentos, beijos ou sexo.

Avalio que essa ideologia acabe funcionando como proteção para esses homens que se escondem nesses conceitos, deixando de se expor sentimentalmente, ou seja: "Traio, mas esse relacionamento não tem nenhum significado, portanto não pode ser considerado uma traição". E, inclusive, ele não se dá conta que está fazendo a mesma coisa com a esposa: não se envolve emocionalmente com ela a ponto de não levar em conta os sentimentos dela, bem como seus conceitos sobre este assunto. Enfim, não compartilha e nem respeita sua posição.

Essa postura pode levar a uma rota de colisão, ou seja, a um desencontro muito grande no casamento. Afinal, o casamento não foi instituído exatamente para compartilhar, dividir, somar, respeitar e amar profundamente?

Traição não cabe em relacionamento algum que se pretenda ser sério.

Portanto, repense e reavalie, não a traição, mas, se deseja mesmo um casamento para você, pois ele tem implicações, dificuldades, perdas e muitos ganhos, prazer e felicidade.


Eduardo Yabusaki - Psicólogo e Sexólogo Especializado em Terapia Comportamental Cognitiva, Terapia de Casal e Terapia Sexual. Coordenador do Curso de Sexologia Clínica ministrado em diferentes cidades há mais de 15 anos. Docente convidado do Curso de Fromação em Sexologia Clínica de BH. Responsável pelo www.vidadecasalbh.com.br

O que você achou do novo Vya Estelar?