imagem de capa

Vya Estelar Responde

Fala Leitor

Perdi o emprego de 20 anos e estou muito desesperado. O que faço?

por Eduardo Ferreira Santos

"Gostaria de saber se tem tratamento para: ansiedade, angústia, desânimo, desespero, desesperança, desilusão, medo, insônia, baixa autoestima, sentimento de culpa, preocupação com a sobrevivência, desmotivação, fracasso, tristeza. É isto que estou sentindo depois da perda do emprego de 20 anos. Estou muito desesperado, não vejo saída para o meu caso. Preciso de ajuda, por favor."

Respostas: O quadro que você está apresentando é reconhecido na Psiquiatria como TRANSTORNO DE AJUSTAMENTO, algo em sintomas bem parecido com o TRANSTORNO DO ESTRESSE PÓS-TRAUMÁTICO (TEPT) - saiba mais.

A diferença é que no TEPT há ameça à vida da vítima e na Reação de Ajustamento não.

Trata-se mesmo de um Transtorno de Ansiedade Depressiva e como tal deve ser tratado.

A profundidade do sentimento de exclusão que o atingiu, certamente teve um impacto emocional severo a ponto de desorganizar sua estrutura psíquica e levá-lo a esse quadro.

A solução passa por um processo de Psicoterapia Focal (em qualquer linha de abordagem) e o uso por tempo determinado de medicação antidepressiva com efeito ansiolítico.

Minha sugestão é que procure um psiquiatra que seja também psicoterapeuta e saiba trabalhar com Psicoterapia Breve.


Psiquiatra e psicoterapeuta. Obteve Titulo de Mestre em Psicologia Clínica pela PUC-SP e o de Doutor em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina na USP. Escreveu os seguintes livros sobre relacionamento amoroso: Casamento missão (quase) impossível; Ciúme: O medo da perda; Ciúme: O lado amargo do amor Mais informações: www.ferreira-santos.med.br


Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor(a), ainda mais pertinho de nós. O psiquiatra e psicoterapeuta Eduardo Ferreira Santos responderá perguntas enviadas por você sobre conflitos emocionais e existenciais; sobre transtornos psíquicos ou problemas de ordem psicológica. Os e-mails serão selecionados e publicados de acordo com critério editorial do Vya Estelar. Seu nome e e-mail não serão divulgados.


O que você achou do novo Vya Estelar?