imagem de capa

Comportamento

Amor

Por que é tão difícil discutir a relação?

As pessoas tendem a ter uma percepção negativa do diálogo na relação

por Eduardo Yabusaki

As pessoas sempre correm dessa situação em seus relacionamentos, por que não querem ou temem falar sobre como estão as coisas entre os dois.

Infelizmente a expressão ‘discutir a relação’ tem sido utilizada indevidamente para se falar de problemas, conflitos, insatisfações ou queixas de qualquer uma das partes do relacionamento, ficando associada a desentendimento, brigas, estresse e desgaste.

Numa visão cognitivista as pessoas distorcem uma situação de extrema importância que é o diálogo, principal meio de entendimento de qualquer relacionamento como algo ruim, nocivo ou mesmo destrutivo para elas. Entretanto, o diálogo é e sempre será fundamental, pois é através dele que se pode discutir sim a relação, mas não só quando se tem problemas ou conflitos, mas sim para manifestar tudo de bom que se esteja vivendo ou se anseia viver.

Em qualquer relacionamento é preciso que seus alicerces sejam muito bem construídos e isso precisa ficar muito claro e definido na convivência do casal. Em muitos deles os pares creem que tudo deve acontecer naturalmente, espontaneamente ou mesmo por si só, e isso não é bem verdade, pois ninguém tem bola de cristal para adivinhar ou antever o desejo ou a expectativa do outro.

A nossa sociedade não cultiva a ideia de que para que um relacionamento dê certo, é preciso fazer por onde ele possa dar certo. Ou seja, não basta estar com alguém e achar que tudo será lindo e maravilhoso. Precisamos fazer com que o lindo e maravilhoso aconteça, pois como somos envolvidos pelo dia a dia e engolidos pelo cotidiano, isso fica bem mais improvável.

Discutir a relação pode ser muito prazeroso e produtivo na medida em torna-se um hábito poder falar de tudo, de coisas boas, agradáveis e positivas que tenham sido vividas a dois e, também poder manifestar as expectativas, anseios, desejos e expectativas na vida a dois.

Na medida em que isso aconteça de forma sistemática no relacionamento, isso passa a fazer parte natural na vida do par. Dessa forma tratar de coisas difíceis, problemáticas ou conflituosas fica muito mais leve e sem estresse. Isso é cuidar sim do relacionamento, mas principalmente possibilitar a melhor qualidade de vida a dois e consequentemente à própria felicidade.


Eduardo Yabusaki - Psicólogo e Sexólogo Especializado em Terapia Comportamental Cognitiva, Terapia de Casal e Terapia Sexual. Coordenador do Curso de Sexologia Clínica ministrado em diferentes cidades há mais de 15 anos. Docente convidado do Curso de Fromação em Sexologia Clínica de BH. Responsável pelo www.vidadecasalbh.com.br

O que você achou do novo Vya Estelar?