imagem de capa

Comportamento

Amor

Falar do ex no início de um relacionamento exige cuidado

Falar do ex é sinônimo de se expor

por Eduardo Yabusaki

Ex-relacionamentos sempre são importantes.

Afinal, fazem parte da nossa história e trazem aprendizados que não podem ser apagados.

Entretanto, compartilhá-los ou não com o atual par, principalmente no início de um relacionamento, é uma questão delicada que deve ser muito bem avaliada para que não produza efeitos negativos para o desenvolvimento da relação.

Falar ou ouvir sobre o ex depende de como cada pessoa lida com essa questão. Existem pessoas que falam e ouvem sem grandes dificuldades. Inclusive utilizam-se desse tema para uma aproximação maior ou mesmo abordar a pessoa por quem estiver atraída. Só que nem sempre essa é uma boa estratégia, pois existem pessoas que não se sentem tão à vontade para falar ou ouvir sobre o ex, quer seja simplesmente por não gostarem de se expor, ou mesmo por ter sido um relacionamento difícil ou traumático.

Tratar desse assunto com quem ainda não se conhece muito bem pode ser um risco. Portanto, sempre que for abordar esse assunto, procure avaliar o possível efeito; se o outro vai receber bem ou se já existe um grau de intimidade para tal.

Afinal, se acabaram de se conhecer e já de cara começa falando de ex, pode parecer um término mal resolvido e isso pode não cair bem, e até mesmo exercer um papel desmotivador para quem estiver do outro lado.

Aspecto positivo

Por outro lado, pensando em um momento inicial do relacionamento, em que ambos estão se conhecendo, falar do ex pode ser uma forma importante de não incorrer no mesmo erro ou em dificuldades que levaram às insatisfações, conflitos e ruptura do relacionamento anterior.

Enfim, falar do ex sempre merece todo cuidado para que não dificulte a aproximação e o envolvimento.

Falar do ex é sinônimo de se expor ou expor a outra pessoa, portanto ter cautela, para que não seja invasivo ou desagradável é sempre importante em qualquer inicio de relacionamento.

Não há uma regra sobre esse assunto de ex, mas como qualquer outro tema, deve ser confortável para ambos. Portanto, trate como qualquer outra questão com naturalidade, simplicidade e, acima de tudo, tranquilidade.


Eduardo Yabusaki - Psicólogo e Sexólogo Especializado em Terapia Comportamental Cognitiva, Terapia de Casal e Terapia Sexual. Coordenador do Curso de Sexologia Clínica ministrado em diferentes cidades há mais de 15 anos. Docente convidado do Curso de Fromação em Sexologia Clínica de BH. Responsável pelo www.vidadecasalbh.com.br

O que você achou do novo Vya Estelar?