imagem de capa

Saúde e Bem-estar

Saúde e Drogas

Cinco fatores influenciam o processo de aprendizagem

Aprendemos com a cognição, mas sem dúvida, aprendemos pela emoção

01 jan, 2016

por Marta Relvas

Aprender está relacionado, dentre outras coisas, a um clima emocional em que o processo de compartilhar saberes promova o desenvolvimento do indivíduo através da qualidade da relação estabelecida.

O professor, a família e a escola precisam buscar uma forma de harmonizar essa manifestação, é por meio dessas expressões afetivas que o educador comprometido e atento cria um olhar crítico e busca pistas para o entendimento das "incapacidades e limitações", desde simples expressões, faciais, agitações corporais, respiração aumentada, até olhares para garantir a atenção e o cuidado no ato de aprender.

Aos professores - cinco fatores importantes sobre o processo de aprendizagem e desenvolvimento cognitivo:

1 - Sensação

Sensação é o nível mais primitivo do comportamento, referindo-se unicamente à ativação de estruturas sensoriais. É a partir das sensações que o indivíduo pode perceber o mundo que o cerca.

2 - Percepção

A percepção constitui-se na tomada de consciência relativa à sensação em progresso. A eficiência da percepção depende de que o aparato neurológico seja capaz de converter, adequadamente, as sensações em impulsos elétricos e por meio da percepção que ocorrerá a formação das imagens.

3 - Memorização

A capacidade que o homem e os animais apresentam de armazenar informações que possam ser recuperadas e utilizadas posteriormente chama-se memória. Durante a aquisição dos eventos ocorre a seleção dos fatos mais marcantes, que focalizaram atenção sensorialmente (de modo mais forte) ou foram priorizados. O registro dos aspectos das experiências vividas e as informações recebidas: tudo o que é percebido está relacionado ao processo de memorização.

4 - Atenção

É uma das principais competências cognitivas que garantirá o sucesso do estudante nas unidades escolares. Ao mesmo tempo, a atenção é uma habilidade cognitiva indissociável de um conjunto de funções cerebrais controladas pelo lobo frontal denominadas de funções executivas, que são as funções mentais superiores e complexas que capacitam o indivíduos "tomar" resoluções e ações orientadas no processo da aprendizagem.

5 - Motivação

O diferente interesse percebido entre os estudantes permite a aceitação que nem todos fazem a mesma coisa pelas mesmas razões, e é nessa diversidade que reside à fonte de entendimento dos aspectos que buscam a motivação do ser humano.

Como as pessoas são todas diferentes uma das outras, devido ao aspecto biológico, genética, emocional, estímulos recebidos, vivências obtidas ao longo das etapas do amadurecimento é o que fará a diferenciação dos aspectos que estimulam e determinam a busca pela aprendizagem.

Sucesso para todos os educadores e estudantes nesse novo ano que se inicia.


Bióloga; Doutora e Mestre em Psicanálise; Neuroanatomista; Neurofisiologista; Psicopedagoga e Especialista em Bioética; Tem certificação no programa internacional em Reggio Emília Study Abroad Program na Itália; Title of People Expression Special category Best Practices in Education Neurosciences and childhood and adolescence learning of Erasmus+ University – Europe – Portugal; Membro Efetiva da Sociedade Brasileira de Neurociência e Comportamento; Membro da Associação Brasileira de Psicopedagogia Rio de Janeiro; Autora de livros e DVDs sobre Neurociência e Educação – Transtornos da Aprendizagem publicados pela Editora WAK e Editora Qualconsoante de Portugal; Atua ainda como Professora Universitária na Universidade AVM Educacional / Cândido Mendes, nos cursos de pós graduação em Psicopedagogia, Psicomotricidade, Neurociência Pedagógica, e na formação Docente; Professora na Universidade Estácio de Sá no Rio de Janeiro nos cursos das áreas: saúde, licenciatura; Professora Mentora do curso de Neurociência e Educação CBI OF Miami. Professora, pesquisadora convidada no curso de pós graduação de Neurociência do IPUB/ UFRJ. Coordenadora do Programa de Pós graduação de Neurociência Pedagógica na Universidade Candido Mendes/ AVM Educacional. Palestrante no Brasil e no exterior.

Existe reciprocidade no seu relacionamento amoroso?