imagem de capa

Comportamento

Família

Meu filho, sem motivo, deu um gelo no meu companheiro. O que faço?

Nessa situação é importante manter um clima de respeito

por Blenda de Oliveira

"Meu filho de 24 anos agora passa pelo meu companheiro, com o qual moramos juntos há dois anos, e não o cumprimenta mais, sem motivo nenhum, sem brigas, sem nada. Já perguntei se há algum problema, inclusive, mal fala comigo. Que atitude devo tomar?"

Resposta: Com certeza algo deve ter acontecido, mas parece que seu filho não quer falar sobre isso.

Veja, nem sempre o que ocorre é um desentendimento aparente ou uma grande briga. Há pensamentos, desconfianças, coisas que podem ter sido faladas ou feitas, e que seu filho, por algum motivo, interpretou de um modo bastante negativo.

Forçar que ele fale não vai funcionar, mas tente situações positivas que possam aproximá-los (você e ele). Converse sobre outras coisas, saia com ele apenas você e, aos poucos, inicie o assunto. Diga para ele que seja lá o que ele tenha contra o seu companheiro, que tudo pode se esclarecer se puderem falar a respeito, pois você está confusa sem saber o que de fato o aborreceu tanto e, assim, não consegue ajudá-lo.

Se ele não quiser falar, reforce que irá respeitar, mas que quer que ele saiba que você está disponível a hora que ele quiser para conversar.

Quanto ao seu companheiro, talvez o melhor caminho seja esperar que as coisas possam, quem sabe, ir mudando. O importante é manter um clima de respeito, mesmo que todos tenham que conviver com uma espécie de "segredo" que tem criado distância e desconforto familiar.

É importante que você busque sempre a aproximação com seu filho para não perdê-lo na distância emocional.

Boa sorte!


Doutora em psicologia clínica pela PUC-SP. Psicanalista pela Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo (SBPSP). Psicoterapeuta de adultos, adolescentes, crianças, famílias e casais. Atuante como Life Coaching em diversas áreas, utilizando essa metodologia para colaborar nos processos de sucessão familiar nas empresas.

O que você achou do novo Vya Estelar?