imagem de capa

Comportamento

Família

Minha filha é muito levada e não estou sabendo lidar com ela. O que faço?

O que ocorre com você passa-se com muitas pessoas ...

por Blenda de Oliveira

"Não tenho paciência com nada e com ninguém. Pedi muito a Deus pra ter minha filha e a amo muito, mas por ela ser extremamente levada e teimosa, acabo gritando muito com ela, que tem três anos e está me 'copiando', gritando também. Minhas atitudes estão refletindo na personalidade dela e meu marido se irrita com minhas grosserias e se descontrola brigando comigo na frente dela. O que faço para mudar minhas atitudes, porque nao aguento mais viver assim e estou preocupada com o futuro de minha filha."

Resposta: Temos aqui uma situação delicada e que requer que você tome rápidas providências.

Com certeza crianças quando estão em momentos de muita agitação podem "tirar os adultos do prumo", mas espera-se que retornem logo ao seu papel de cuidador e adultos, supostamente maduros e seguros de sua importância na educação e formação dos filhos.

Dicas para lidar com a impaciência

Vejo como muito importante seu pedido de ajuda e sugiro que aproveite para buscar uma psicoterapia e, se for o caso, uma avaliação médica para verificar se o seu estado de irritação e seu limiar de tolerância estão baixos por alguma razão física ou hormonal.

Aconselho que faça um check-up e a psicoterapia. Além disso, seria interessante, não sei se já faz algo nessa área, que também organizasse atividades que envolvam atividade física e, se quiser, a meditação. Todas essas providências são importantes para tratar da situação de impaciência e descontrole que tem vivido. Não deixe passar mais tempo, ataque o problema para encontrar formas de fazer diferente, só assim terá resultados diferentes e melhores.

O que ocorre com você passa-se com muitas pessoas, mas infelizmente adiam a busca de soluções e tudo só vai piorando e comprometendo as relações conjugal e familiar. Posso imaginar como deve estar sendo difícil para seu marido e sua filha lidar com essa instabilidade, pois gostariam de vê-la mais tranquila e com mais controle. No entanto, a pessoa que mais sofre nesse momento é você, por isso precisa de ajuda para compreender melhor o que se passa com suas emoções, que sem que você escolha, irrompem e transbordam, deixando-a vitima da força emocional.

Saiba reconhecer e valorizar sua coragem de assumir que já não mais aguenta viver assim, e por isso, sua primeira providência foi a de pedir ajuda, mesmo que seja por uma via virtual. Deu o primeiro passo, agora siga e persevere na resolução. Receba meu abraço. Boa sorte!


Doutora em psicologia clínica pela PUC-SP. Psicanalista pela Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo (SBPSP). Psicoterapeuta de adultos, adolescentes, crianças, famílias e casais. Atuante como Life Coaching em diversas áreas, utilizando essa metodologia para colaborar nos processos de sucessão familiar nas empresas.

O que você achou do novo Vya Estelar?