imagem de capa

Autoconhecimento

Minhas Atitudes

Guardar coisas inúteis e velhas demonstra sentimentos de carência e medo

Tenha confiança em você e na vida

por Emilce Shrividya Starling

Nossa casa, nossos armários, nossa vida cotidiana são reflexos de nossa mente.

Você tem o hábito de guardar coisas velhas, inúteis, achando que um dia poderá precisar delas?

Você acumula papéis, documentos antigos, caixas sem nenhuma utilidade no futuro?

Você guarda roupas, sapatos, bolsas que já não usa há muito tempo?

E dentro de sua mente?

Você guarda ressentimentos, mágoas, raivas, medos?

Tem o hábito de ficar remoendo lembranças tristes do passado?

Contemple isso. Compreenda que através de suas respostas você pode se autoconhecer e perceber o que precisa ser mudado em você e na sua vida para ser mais contente e próspero.

Elimine o que é inútil em você e na sua vida. Crie um espaço dentro e fora de você para atrair a prosperidade, para que as coisas novas aconteçam.

Enquanto acumular coisas velhas e inúteis, tanto materialmente como emocionalmente, não está abrindo espaço para que as boas oportunidades cheguem à sua vida.

Limpe seus armários, gavetas, guarda-roupa, estantes. Dê o que não tem mais utilidade.

Treine o desapego. Sinta alegria em ajudar alguém ou alguma instituição de caridade.

Generosidade atrai prosperidade

A generosidade atraí a prosperidade. Dar com sentimento de gratidão e sem apego é uma maneira de reconhecer e valorizar o que temos e nos abrir para receber mais.

A ação de dar para alguém algo que estava estagnado, parado, colocando-o em circulação, cria espaço para algo melhor ocupar esse espaço. Ao agir assim você permite que o fluxo da prosperidade circule e se movimente.

Perceba quando você doa roupas e objetos como você abre espaço para ganhar algo inesperado, para receber algum dinheiro extra, para comprar coisas mais bonitas e modernas.

É importante também doar não apenas o “resto”, o que sobrou, pois isto não é o princípio da abundância. É necessário haver alguma renúncia no consumismo. Pode-se deixar de usar algo supérfluo e dar isto a alguém necessitado ou alguma associação.

A atitude de guardar coisas inúteis e velhas demonstra sentimentos de carência, de medo. É ter um sentimento de baixa autoestima, é não se achar merecedor de coisas boas e novas.

Com essa atitude de falta, de achar que no futuro você não terá meios de prover suas necessidades básicas, você envia para sua mente que não tem fé no amanhã.

A lei da prosperidade é Dar e Receber. Não é acumular o que não usa mais, e sim movimentar e fazer circular tanto o dinheiro como os objetos.

Para atrair a abundância e prosperidade, e importante fazer planejamentos e orçamentos, poupar algum dinheiro, disciplinar o gasto e o consumismo.

Não podermos ser mesquinhos, avarentos, nem apegados demais, precisamos, porém ter sabedoria e discernimento ao gastar dinheiro. Discernir se é necessário comprar aquilo, se vai nos dar felicidade, ou se é supérfluo e vai apenas trazer preocupações com mais gastos.

Ao ter a atitude de abundância em seu interior você muda também emocionalmente. Você passa a acreditar que sempre terá o que precisa. Que Deus lhe provê e lhe protege.

Tenha confiança em você e na vida. Acredite na lei da prosperidade. Acredite que Deus provê suas necessidades, que Ele nunca se esquece de você mesmo quando você se esquece Dele. Fique em paz! Deus em mim agradece Deus em você!


É formada em Yoga pela Federação de Yoga do Brasil e Centro de Estudos de Yoga Narayana/S.P, com aperfeiçoamento em Hatha Yoga e Meditação nos Estados Unidos. É professora de Hatha Yoga em Santos (SP), desde 1989. Atualmente ensina Filosofia do Yoga e Meditação.
event 01 jan, 2016

O que você achou do novo Vya Estelar?