imagem de capa

Saúde e Bem-estar

Atividade Física

Não notar resultados desmotiva a manter atividade física e dieta

É o caso típico daquele que pratica exercício físico com muito afinco no início de um programa

01 jan, 2016

por Renato Miranda

Crianças, jovens ou adultos tendem a procurar melhoria de desempenho naquilo que fazem.

Particularmente no esporte e no exercício físico, há uma forte tendência das pessoas perseguirem objetivos cada vez mais complexos e sofisticados. Costumo brincar com meus alunos ao dizer que eu não conheço nenhuma criança que depois que aprendeu a andar voltou a engatinhar. Sugere-se que a busca para novos objetivos ou desafios se relaciona fundamentalmente com a melhoria do desempenho.

A criança que aprende judô por exemplo, se encanta e em consequência se motiva ao saber que conforme seu progresso, ela irá mudar a cor de sua faixa. A graduação de faixa, portanto, simboliza a melhoria do desempenho. Jovens atletas de vôlei que depois de assegurarem o aprendizado do saque “viagem” praticamente se recusam a fazer saque com o apoio dos pés no chão, mesmo quando de um saque tático (com menos potência e mais preciso em direção à determinada posição na quadra adversária). E assim em vários outros esportes, atletas buscam constantemente, a troco de muito esforço e dedicação, sua evolução de rendimento ou desempenho.

Ao se tratar de exercício físico o fenômeno é o mesmo. No entanto, como muitas vezes o exercício físico não contém a tensão dos esportes em se tratando de desempenho, as pessoas de uma maneira geral não se mobilizam tanto e com isso acabam por não se dedicarem como deveriam. Com isso ao longo do tempo perdem energia (motivação) e naturalmente desempenho.

É o caso típico daquele que pratica exercício físico com muito afinco no início de um programa qualquer, para depois diminuir o ritmo, alternar de maneira muito imprecisa os dias de prática e finalmente desanimar e parar de exercitar-se. Com isso, o retorno à rotina de exercícios é muito mais difícil e em muitos casos esse retorno acaba não acontecendo.

Nesse cenário, muitas pessoas perguntam o que deveriam fazer para se manter em constante prática de exercício físico a fim de melhorarem seus desempenhos frente aos objetivos próprios: sejam eles, emagrecer, ficar forte, disposto, saudável e outros. Veja a resposta aqui.


Professor da Faculdade de Educação Física da UFJF; Mestre e doutor em Psicologia do Esporte (UGF); Especialista em didática e psicologia do esporte na Alemanha (Escola Superior de Esporte Alemã - Colônia) e Rússia (Instituto de Cultura Física de Moscou); Consultor de atletas em psicofisiologia (concentração, estresse. motivação e flow-feeling).

O que você achou do novo Vya Estelar?