imagem de capa

Equilibre-se

Espiritualidade

Experimente dançar meditando

Escolha uma música apropriada: indiana ou erudita

por Emilce Shrividya Starling

Meditação em movimento, dançando de modo meditativo, é uma prática da tantra yoga. Essas 'meditações ativas' aliviam as tensões acumuladas no corpo e na mente e fica mais fácil experimentar o estado de meditação relaxado e vazio de pensamentos.

Experimentamos espontaneidade e liberdade para sermos mais autênticos. Ficamos mais sensíveis para descobrir alegria na simplicidade de nosso cotidiano e se maravilhar com as pequenas coisas da vida.

Essa meditação dançante purifica condicionamentos limitantes e repressões que, muitas vezes, vem desde a infância. Dissolve a raiva, inseguranças, timidez, rigidez e medos que obscurecem o coração.

Experimentamos a leveza de espírito. Ficamos mais renovados e preenchidos de bem-estar e entusiasmo. Sentimos mais serenidade porque esta 'meditação ativa' acalma a mente esvaziando a turbulência dos pensamentos.

Através dessa prática nós nos conectamos com nossa alma e a alimentamos com uma alegria verdadeira. Sentimos prazer e música dentro deste próprio corpo. Gostamos de estar em nossa própria companhia e nos deleitamos com o momento presente.

Esta meditação se torna espiritual quando dançamos totalmente envolvidos na dança. Fazemos assim uma conexão interna com nosso Ser interior e abrimos nossos corações para sentir amor, gratidão e contentamento. Através deste amor, desta liberação, vamos nos transformando para melhor e ousando fazer mudanças necessárias com mais coragem.

Experimente dançar meditando

Escolha uma música apropriada que pode ser indiana ou clássica como o Bolero de Ravel. Escolha uma música vibrante que fale à sua alma.

A dança em si é boa, ela alegra e renova mas somente é considerada meditação quando você se entrega totalmente.

Comece com os olhos fechados, deixando que os movimentos surjam livremente do seu interior. Sem controlar seus movimentos, vá entrando na música.

Depois abra os olhos suavemente e permita que todo o corpo participe. Permita que sua alma se manifeste. Sinta-se relaxado, desprendido e natural.

Você inicia uma dança, com gestos suaves, suas mãos se erguem , seus braços se movimentam, todo o seu corpo se abre para essa profunda energia que se move dentro de você.

Dance o tempo que quiser. Sinta prazer em se soltar, em se envolver no ritmo da música e da própria dança. Como se tocasse um instrumento, sinta o compasso da música e pulse com ele.

Liberte-se da crítica. Por alguns momentos experimente a sensação de ficar livre do julgamento e do ego. Não fique do lado de fora observando a própria dança. Entre na dança. Comece a sentir que você é a dança. Torne-se a dança com integração total. Quando você estiver totalmente na dança, isto é meditação.

Ao terminar sua meditação dançante, sinta como seu corpo está leve e sua mente alegre e serena como se estivesse sob um chuveiro de energia.

Sente-se em silêncio por alguns instantes. Sinta o vazio da sua mente.

Sinta o contentamento que vem de sua alma. Depois deite e relaxe alguns minutos. Sinta sua respiração. Acompanhe o ritmo natural da vida e experimente a tranquilidade interior.

Perceba como meditar dançando transforma seu cansaço em vitalidade e a tristeza em alegria. Sinta como liberta você.

E como disse Rajneesh ,em seu livro Tantra: A Compreensão Suprema: "Através da meditação dançante teu corpo, de poro a poro, de célula a célula, fica limpo. É uma catarse; estás completamente renovado. É um renascimento. E sentes a energia derramando-se sobre ti, por dentro e por fora. E a dança não é só externa. Depressa, quando te sintonizares com ela, sentirás uma dança interior também: não só de teu corpo, que está dançando, mas também da energia interna que também está dançando, ambos cooperando um com o outro. E, então, acontece a pulsação; sentes como se pulsasses com o Universo, encontraste o ritmo universal."

Faça essa vivência. Deixe sua alma dançar na luz do Ser interior. Mergulhe na dança e celebre a vida sentindo a verdadeira alegria do espírito. Deus em mim saúda Deus em você! Fique em paz!


É formada em Yoga pela Federação de Yoga do Brasil e Centro de Estudos de Yoga Narayana/S.P, com aperfeiçoamento em Hatha Yoga e Meditação nos Estados Unidos. É professora de Hatha Yoga em Santos (SP), desde 1989. Atualmente ensina Filosofia do Yoga e Meditação.
event 05 abr, 2019

O que você achou do novo Vya Estelar?