imagem de capa

Aparecida Liberato explica relação entre números, amor e aromas

É preciso enxergar as afinidades que existem entre o casal

por Angelo Medina

Um número pode ter um cheiro, um aroma? Para a numeróloga Aparecida Liberato sim. Ela acaba de lançar seu segundo livro,

Números e Aromas do Amor - O Livro do Relacionamento e da Conquista E. Best Seller, onde une, de forma inédita e inusitada, Numerologia e aromaterapia. O livro vem acompanhado de 10 frascos em desenho de coração, correspondentes aos números, cada um com 2,3ml, contendo um óleo para o equilíbrio da relação afetiva.

Nesta entrevista ao Vya Estelar, Aparecida Liberato fala sobre seu novo livro, explica tudo sobre a relação da Numerologia com as relações afetivas e a aromaterapia. Afirma que admirar o parceiro é o grande pilar da relação amorosa.

Descubra qual é o seu número. Conheça as características e a personalidade de cada número. Saiba, a partir da Numerologia, quais relações podem dar mais ou menos certo. Veja o perfil de diversos números: o fiel, o sexualmente quente, o infiel, o romântico...

Vya Estelar - Como surgiu a idéia de escrever o livro 'Números e Aromas do Amor'?

Aparecida - A idéia era a de fazer um livro que falasse sobre relacionamentos, porque são a base da convivência humana e da sociedade. Eu e o Beto Junqueira - co-autor do livro - queríamos um elemento da natureza para compor com os números. Neste livro, resolvi abordar a idéia da aromaterapia, com o objetivo de ver qual aroma iria trazer bem estar para cada um dos números.

Depois de cursos, estudos e muitas pesquisas decidimos: seria um livro unindo relacionamentos, Numerologia (entenda-se autoconhecimento) e os aromas ou óleos essenciais, para cada um dos números.

Vya Estelar - E por que o uso de óleos essenciais?

Aparecida - Não sei. Aconteceu naturalmente. São estas coisas muito intuitivas que vem à mente. As coisas para mim, sendo um número "7", acontecem de forma muito intuitiva mesmo. Não tem uma programação para isto. Isto aconteceu através da observação da natureza.

Na janela lateral...

Conto no livro que, certa vez, na janela observando uma chuva, comecei a analisar que a natureza tem uma força descomunal e esta força da natureza vem de algum lugar, sabemos que vem de Deus e de alguma coisa que está nela, como as plantas por exemplo. Foi aí que veio a idéia de utilizar os óleos essenciais, que saem das plantas.

Vya Estelar - Você utiliza a palavra AMAR como um pilar para definir o perfil de um relacionamento ideal:

AMAR: A = ADMIRAÇÃO M = Mudança de Atitude A = Afinidade e R = Renovação; como você chegou neste critério?

Aparecida - A idéia de trabalhar estes elementos já existia, daí veio uma certa adaptação para a palavra AMAR, já que o livro fala sobre amor e relacionamentos.

Admiração

É preciso que haja admiração entre o casal. Para que os dois possam estar juntos, é preciso que um veja no outro coisas muitos positivas.

Mudança de Atitude

É preciso haver a mudança de atitude o tempo todo. Porque amar é se adaptar e as pessoas estão mudando o tempo inteiro. Então é preciso que um mude em relação ao outro.

Afinidade

É preciso enxergar as afinidades que existem entre o casal, que podem até ser diferenças. Inclusive as diferenças fazem as afinidades.

Renovação

Renovar sempre o relacionamento para que não caia na mesmice e na rotina. É super importante avivar a chama do relacionamento.

Vya Estelar - É necessário que existam estes quatro elementos, ou um relacionamento pode sobreviver sem algum deles?

Aparecida - Eu acho que os quatro, assim como o número 4 é o pilar e a fundação. Dependo da ocasião, um item pode estar mais fortalecido do que o outro. Porém, os quatros itens precisam ser trabalhados e identificados pelo parceiro. Acho que estes quatro pilares abrem caminho para um ótimo relacionamento.

Vya Estelar - Destes quatros itens qual é o mais importante?

Aparecida - Eu acho tão importante você admirar a outra pessoa o tempo inteiro. É uma alimentação você admirar a outra pessoa. Para você admirar a outra pessoa é preciso que você enxergue-a, saia do seu egocentrismo e comece a enxergar o outro. Dependendo do seu número, você admira também o exterior da pessoa. Isto é um complemento, as coisas estão juntas.

3X6

Uma pessoa "3" e uma pessoa "6" são muito voltadas para admirar a beleza exterior no outro. Admiram toda capacidade de afeição, toda a capacidade de amor, mas também admiram a beleza, porque são dois números essencialmente do equilíbrio.

Vya Estelar - Como você define na prática esta admiração?

Aparecida - Admiração em todos os sentidos. Em relação ao que a pessoa faz, fala, ao que ela é, o que ela desempenha e isto vai depender muito de cada número. Um número vai admirar mais uma coisa em outra pessoa e outro número vai admirar esta mesma coisa em menor intensidade.

A admiração de cada número

1
- admira nos outros a capacidade de ser empreendedor e as pessoas dinâmicas.

2 - admira a sensibilidade do outro e a capacidade de liderança do outro, porque o "2" normalmente não é líder.

3 - admira a beleza da pessoa.

4 - admira a capacidade da pessoa ser justa, correta e regrada.

5 - admira a paixão da outra pessoa, a capacidade de ser curioso e aventureiro.

6 - admira a capacidade de amar.

7- admira numa pessoa a capacidade intelectual, a capacidade de trabalho e de realização.

8 - admira a determinação e o espírito empreendedor.

9 - admira as pessoas idealistas e que têm sempre projetos lá pela frente.

11 - admira o idealismo, a inspiração e o realismo

Cada número vai admirar nas semelhanças e nas diferenças, porque os números se completam.

Vya Estelar - No livro você trabalha apenas com o número mestre 11 e não utiliza os números mestres 22 e 33. Qual é o motivo?

Aparecida - Em todo estes anos trabalhando com Numerologia, constatei que é fácil você encontrar pessoas "11", que saibam e consigam viver à altura da exigência do número mestre. Porque o número mestre exige muita entrega e muito empenho. O "11" representa um empenho na espiritualidade. Então, você encontra muitas pessoas que com muita luz conseguem espalhar esta espiritualidade. Mas pessoas "22" são um pouco mais difícil. Porque ser "22" significa quase despojar da individualidade e viver para os outros. E ser "33", até hoje, a única referência é a Madre Teresa de Calcutá. O número 33 é um número de auto-sacrifício. Jesus morreu com 33 anos.

Vya Estelar - Você trabalha com dois números de relacionamento para cada pessoa. O número da lição de vida que considera a data de nascimento completa (dia, mês e ano) e o número do dia do nascimento. Com a pessoa deve trabalhar este dois números?

Aparecida - Os dois números são importantes. Dependendo da sua fase de vida você pode estar vivendo mais um ou outro número. Portanto, os dois números são importantes. Aconselho a pessoa a seguir a sua intuição e trabalhar com o número que ela se identificar mais. Caso se identifique com os dois, trabalhe com os dois.

O número do dia do nascimento: fala sobre suas características

O número da lição de vida - aprenda a calcular o seu - (dia, mês e ano) fala de sua aprendizagem nesta vida. Dependendo de sua idade e, de sua experiência de vida, você está começando a aprender a sua lição de vida, por isso que as pessoas jovens são muito mais a soma dos números do dia do nascimento, do que a soma total.

COMBINAÇÕES

Pessoa A: com número de lição de vida 3 e com número 4 para o dia de nascimento:

Pessoa B: com número de lição de vida 6 e com número 11 para o dia do nascimento

Pessoa A: Ver no livro, 3 em relação ao 6 e o 3 em relação ao 11; ver 4 em relação ao 6 e o 4 em relação 11

Pessoa B: Ver no livro, 6 em relação ao 3 e o 6 em relação 4; ver 11 em relação ao 3 e 11 em relação ao 4

Vya Estelar - Como é este trabalho com os aromas?

Aparecida - Existe farto material de estudo mostrando como os aromas influenciam a vida das pessoas. Paralelamente, estudei as características de cada número, que poderiam interferir atrapalhando um relacionamento e como os óleos essenciais estariam aí, trabalhando estas características indesejadas. Isto é novo na literatura, nunca vi nada semelhante no mundo. Juntar aromaterapia com os números.

Exemplo: a pessoa "1" é extremamente impaciente, ansiosa; e isto atrapalha o relacionamento dela com outra pessoa. Porque o "1" é aquilo que ele quer, na hora que ele quer e não enxerga que a outra pessoa tem um tempo diferente do dele. O perfume Número 1 combina a ação relaxante do olíbano com o efeito calmante da alfazema. A fragrância vai trazer calma para a pessoa que está utilizando. Enfim, a fragrância vai trazer um bem estar numa situação que é típica do número, que vai conflitar com a outra pessoa.

Frascos e números do amor: para cada número um perfume

Como não sou aromaterapeuta e os óleos essenciais necessitam de todo um cuidado especial para serem ministrados, fechei uma parceria com a Água de Cheiro, lançando a linha Felitsa de Perfumes, com um frasco corresponde para cada número.

Evidentemente, na composição química destes perfumes, existem os óleos essenciais extraídos das plantas. Enfim, os óleos essenciais se transformaram em fragrâncias para serem utilizadas no dia-a-dia, na hora que desejar. Não estou buscando aqui uma medida terapêutica em aromaterapia. No livro, utilizo óleos de banho, com as mesmas características, porque embalar fragrâncias seria bem mais complicado, poderia estourar tudo.

Vya Estelar - Existem números que quando combinados se harmonizam melhor e outros que precisam ser mais trabalhados. Gostaria que você falsasse um pouco sobre isto?

Aparecida - Para cada número existem as combinações melhores e, simultânemente, não as piores, mas as mais difíceis de serem trabalhadas. Num sentido que a pessoa precisa se adaptar ao outro. Não existe a combinação ideal, existem várias muito boas e várias muito difíceis.

Relacionamentos

Difícil

3 com 3: uma combinação muito difícil, porque são duas pessoas que são muito livres e que têm dificuldade em se fixarem um no outro. Juntos vão viver cada um a sua vida e muitas vezes não constroem nada juntos.

Maravilhoso!

2 com o 6: é aquele amor, é aquela paixão! Porque o "2" é extremamente sensível, o "2" apoia e o "6" vê amor em tudo quanto é lugar e precisa de uma pessoa que o apoie. É uma combinação maravilhosa para o amor.

Bela parceria!

4 com 8: se dão muito bem porque são duas pessoas que gostam de tudo muito certo. Têm sempre objetivos e são duas pessoas extremamente práticas. É a relação da praticidade. De pessoas que constroem na vida.

Difícil

7 com o 1: existe uma dificuldade de relacionamento. Porque o "7" é uma pessoa voltada para si e o "1" pode ser muito individualista. O que pode gerar conflitos.

Vulcão inicial!

5 com 5: é um amor na hora que se conhece, é uma coisa!!! É um vulcão!!!, mas depois vão se cansando um do outro, porque um relacionamento não vive só de ímpetos e paixões. O cinco é ávido por coisas diferentes, na medida em que vai perdendo a novidade cansa.

Inquietação

7 com o 5: existe muita paixão entre o "7" e o "5", mas a inquietação do "5", cansa a pessoa "7", que precisa de calma, o "7" não é eufórico como o "5".

Esforço

9 com 4: pode ser muito bom, desde que os dois se esforcem. O "9" é idealista e sonha tanto e o "4" vai trazê-lo para a terra. É uma típica combinação na qual as pessoas podem se dar bem ou não.

Se dão bem!

11 com 7: podem ser dar muito bem o "11" é o realizador e está na espiritualidade e o "7" busca isso e gosta da força e do ímpeto do "11".

É preciso olhar!

3 com 6: o "3" precisa olhar para o "6", pois este necessita de ser olhado pelo parceiro. Depende mais do "3" do que do "6", pois o "6" está disponível "me ame porque eu preciso ser amado".

Família

6 com 6: uma relação tipicamente familiar, as pessoas costumam casar cedo e terem um monte de filhos, se amam e são conselheiros, um é muito disponível para o outro e dá tudo certo sempre.

Vya Estelar - Ao utilizar os números para traçar o perfil das pessoas não poderíamos estar restringindo?

Aparecida - Para tudo no mundo existe um perfil. E a Numerologia parte deste pressuposto. A Numerologia traça um perfil. Existe uma classificação. Nós não somos só estes dois números citados no livro, nós somos cinco números. Somos três números que saem do nome de nascimento e dois números que saem da data de nascimento. Para um estudo tão completo, em vez de fazer um livro iria fazer uma coisa super densa e chata que ninguém iria agüentar ler. Eu utilizo estes dois números, nesta análise, por que o número da lição de vida (a soma do dia, mês e ano de nascimento) e o número, resultado da soma dos números do dia do nascimento, são os mais fortes na sua vida.

Vya Estelar - Qual é o percentual destas combinações, perfiladas no livro, se configurarem na prática?

Aparecida - É de 100%. Vyajei o Brasil inteiro nestes três últimos meses do Maranhão, até Porto Alegre. É impressionante como as pessoas se identificam e isto acontece em todas as classes sociais.

Personalidades a partir dos números

5 - quentes e bons amantes

2 - tímidos e introvertidos

7 - cautelosos

Infidelidade

6 - porque o "6" precisa tanto de amor que se você não lhe der amor, vai procurá-lo em outra pessoa.

"2" por causa da sua indefinição.

"7" é uma pessoa que está em busca do conhecimento para ele não interessa estar seguro com uma pessoa, para ele interessa conhecer, conhecer e conhecer...

"3" porque é muito solto

Fidelidade:

O "6" encerra estes dois aspectos é um número de extremos, poder ser muito fiel ou oinfiel.

O "4" é extremamente fiel.

2, 6 e 9: românticos

8, 7 e 1: racionais

9 e 3: emotivos

Vya Estelar - Quais seriam as dicas para um bom relacionamento?

Aparecida - O fundamental é você enxergar E conhecer o outro e explorar os quatro itens da palavra AMAR.

Vya Estelar - O que você aconselha para as pessoas que tenham números difíceis de serem trabalhados dentro de um relacionamento?

Aparecida - Primeiro conhecer o outro e depois enxergar no outro as qualidades que ele possa admirar e procurar mudar de atitude. Isto é muito importante e procurar também a renovação e o uso dos aromas.


Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.

O que você achou do novo Vya Estelar?