imagem de capa

Como pelar tomates

Nada como um molho de tomate caseiro

por Rosa Fonseca

lguns tomates têm pele e sementes grossos e resistentes. Durante o cozimento elas se separam da polpa, estragando a aparência e textura do prato. Além disso, essas partes concentram os agrotóxicos e são indigestas para algumas pessoas.

É verdade que se os tomates forem orgânicos, bem lavados, tiverem casca fina ou forem servidos crus, não é fundamental tirar a pele ou sementes. No entanto, muitas pessoas preferem fazê-lo sempre. O problema é que ninguém quer descascar tomates como se fosse uma laranja!

Para retirar a pele:

1. Com uma faquinha, faça duas incisões na pele da base de cada tomate, na forma de uma cruz.

2. Mergulhe-os em água fervente. Em cerca de dois minutos, você perceberá que as pontas da pele cortada começarão a soltar.

3. Retire-os e coloque em água gelada, para esfriarem rapidamente.

4. Daí é só puxar as pontas levantadas e a pele solta facilmente. Só preste atenção em deixar os tomates o mínimo de tempo em água fervente para não cozinharem e parar o cozimento com água gelada. Assim, você poderá usar seus tomates em saladas normalmente, só que sem pele!

Para tirar as sementes

Corte o tomate ao meio horizontalmente (como na foto). Aperte delicadamente os sulcos com ficam as sementes, retirando -as com a ajuda de uma colher ou com os dedos. Voilá!

Tomate pelato caseiro

Até o menos gourmet dos homens tem pelo menos uma latinha de molho de tomate na dispensa. Mas para os iniciados na arte do bem comer, nada como um molho de tomate caseiro!

Se você é um desses, já deve ter descoberto as vantagens do tomate pelato (ou pelato), aqueles tomates vermelinhos sem pele, vendidos em latas de conserva.

Fazer um molho a partir deles é muito fácil (e gostoso): basta refogar os tomates, inteiros mesmo, em azeite com alho e depois cozinhar com um pouco de caldo, ervas e tempero a gosto.

Mas saiba que não há por que pagar caro por essas latinhas. Para ter tomates pelados sempre à mão, basta congelar tomates maduros frescos. Ao congelá-los, a polpa é naturalmente “cozida” pelo gelo, transformando-a em um quase-purê. Na hora de usar, basta retirá-los do freezer e passar por água corrente. A diferença de temperatura fará com que a casca se desprenda da polpa muito facilmente, bastando puxá-la com as mãos.

Se tiver uma feira por perto, não perca a oportunidade de dar uma passada na hora da “xepa”. Não há hora e local melhores para achar sacos de tomates maduríssimos a preço de banana. Compre quantos puder e congele!

 


Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.

O que você achou do novo Vya Estelar?