imagem de capa

Autoconhecimento

Minhas Atitudes

Mudança de pensar negativo para positivo é gradual

Praticar yoga é sinônimo de firmeza, persistência e entusiasmo

por Emilce Shrividya Starling

Quando comecei a praticar hatha yoga percebi como minha mente se dispersava, como eu tinha ansiedade, como vivia ora nas memórias do passado, ora com expectativas do futuro. A preocupação fazia parte do meu dia a dia.

No princípio não sentia paz durante as aulas de hatha yoga ou em minhas sessões de meditação. E me questionava por que continuava a praticar, pois não encontrava o caminho da tranquilidade.

Ao sentir essa turbulência interna, compreendi que precisava buscar a paz e felicidade interior. Esta tomada de consciência dos conflitos e padrões mentais negativos foi muito importante para que eu incorporasse a prática do yoga em minha vida diária.

E na medida em que fui praticando as posturas psicofísicas (asanas), comecei a tomar consciência da respiração que foi se tranquilizando, me conduzindo para níveis mais profundos e calmos.

Nessas práticas, ao perceber que meus pensamentos se dispersavam, eu trazia minha atenção para meu corpo, para a postura, para minha respiração. Isto desenvolveu consciência corporal, a consciência do movimento, a consciência da ação e a consciência do momento presente. Levei esse treinamento para minha vida, observando mais a respiração, minha mente, minhas palavras e ações.

Ao compreender que yoga é sinônimo de firmeza, persistência, entusiasmo, decidi praticar também as posturas da hatha yoga em casa. Fiz cursos de meditação e comecei a meditar com regularidade.

Deste modo, iniciei minha jornada no yoga, com autoesforço e paciência para me libertar. Percebi que, ou eu acabava com essa ansiedade, ou ela ia acabar com minha alegria, com minha saúde.

Fui acessando a força interior dentro de mim e aprendi com o yoga, que temos que ser guerreiros, determinados, desenvolver confiança e fé. Ao acalmar corpo e mente, fui entrando no espaço tranquilo e sagrado dentro de mim, conectando-me assim com o Ser interior, fonte de toda sabedoria, amor e coragem.

Treinei estar mais presente no que fazia. Isto foi me harmonizando e me equilibrando emocionalmente. A melhora começou de maneira lenta e constante. E quanto mais eu melhorava, mais praticava com motivação e constância.

Pratico hatha yoga e meditação há 24 anos e cada dia me sinto melhor e mais motivada a praticar com muita devoção, perseverança e alegria.

Estou compartilhando minhas experiências com você porque yoga realmente funciona e nos transforma para melhor tanto fisicamente, emocionalmente, mentalmente, socialmente, espiritualmente.

Você pode também mudar sua frequência mental e vibrátil gradualmente. Mas entenda que você pode não conseguir ir diretamente para o pensamento positivo que você quer. É claro que não existe pensamento que você não possa ter. Porém, você não consegue, de uma hora para outra, saltar para um pensamento cuja frequência vibrátil seja diferente dos pensamentos que você normalmente tem.

Entenda bem isso. Você pode assistir a uma palestra sobre o Poder do pensamento e sair decidido a mudar imediatamente seus padrões mentais. Você pode ler meu artigo e resolver que a partir de agora, você vai escolher pensamentos positivos.

É ótimo tomar essa decisão, mas mesmo que queira se sentir melhor, talvez não consiga encontrar o pensamento alegre e confiante que deseja. Porém, não desanime: persistindo você será capaz de finalmente encontrar e manter esses pensamentos bons.

Procure mudar intencional e gradualmente, com persistência, sua frequência vibrátil escolhendo pensamentos elevados e calmos, e você conseguirá manter essa atitude positiva depois de alcançá-la.

É importante ler e estudar sobre a Ética e Filosofia do yoga (veja textos que escrevi sobre isto - clique aqui), e desenvolver qualidades e virtudes, praticando a não-violência, a paciência, a gentileza, a compreensão, o autoesforço, a bondade.

E, assim como para aprender a nadar precisa entrar na água, para vivenciar a calma e alcançar o equilíbrio, é bom fazer a parte prática do yoga, como a hatha yoga e a meditação. Se não puder ou não conseguir tempo para as duas práticas, pratique uma delas com regularidade.

Alguns me escrevem que não podem praticar hatha yoga por várias razões. Mas, podem começar a relaxar ou meditar em casa. Como dormem toda noite, podem relaxar antes de dormir, podem sentir a respiração (clique aqui).

Invista em você mesmo. Continue determinado e cheio de esperanças. Sem desânimo, pratique, insista, continue até encontrar esse espaço tranquilo dentro de você mesmo. Fique em paz! Deus em mim saúda e agradece Deus em você!

 


É formada em Yoga pela Federação de Yoga do Brasil e Centro de Estudos de Yoga Narayana/S.P, com aperfeiçoamento em Hatha Yoga e Meditação nos Estados Unidos. É professora de Hatha Yoga em Santos (SP), desde 1989. Atualmente ensina Filosofia do Yoga e Meditação.

O que você achou do novo Vya Estelar?