imagem de capa

Equilibre-se

Espiritualidade

Mente possui três qualidades

Qualidades da mente em sânscrito chamam-se gunas

por Emilce Shrividya Starling

De acordo com a Filosofia do Yoga, a mente se manifesta em três qualidades diferentes que são chamadas em sânscrito de gunas. Como diz a Bhagavad Gita, escritura do yoga, nossas vidas são governadas e limitadas por estas três qualidades, que determinam as características inerentes de todos os seres.

E conhecê-las e descobri-las em nós mesmos traz autoconhecimento, nos ajuda a evoluir espiritualmente e melhorar como ser humano.

Os gunas (qualidades ou atributos) são:

1. Sattva - qualidade da pureza, bondade, luz e harmonia - que traz serenidade mental e equilíbrio.
2. Rajas - qualidade da atividade ou paixão - que torna uma pessoa ativa, com energia e cheia de desejos.
3. Tamas - qualidade limitadora, da inércia, escuridão e ignorância - que torna a pessoa preguiçosa, deprimida.

A qualidade de Sattva nos conduz ao divino, às aspirações elevadas, ao altruísmo, à bondade e compaixão. Quem tem esta qualidade tem generosidade e autocontrole. Pratica a caridade, é amável, perseverante e não-violento. É sincero, volta-se para o estudo de si mesmo, da meditação e procura a paz interior.

Uma pessoa em quem predomina a qualidade de Rajas, é ambicioso, superficial, dispersivo. Tem agressividade, inveja e orgulho. Busca o prazer nas coisas materiais, é consumista e seus desejos são insaciáveis. Está constantemente fazendo distinções e comparações. Seu conhecimento é da dualidade. Está sempre com dúvidas se será ou não beneficiado com as práticas espirituais como a meditação. Fica se perguntando se um caminho é melhor que o outro e assim não compreende que Deus habita no coração de todos, pois enxerga diferenças continuamente.

Tamas é a qualidade da escuridão, da ilusão, da inércia. Uma pessoa em quem predomina a qualidade de Tamas é preguiçoso, vive desanimado e inerte. É mentiroso, ignorante e não se interessa pelo espiritual, pensa que seu corpo é o Ser. Não tem boa conduta, fica desorientado pelas paixões e desejos. Somente se interessa pelo que os olhos físicos podem ver e tudo que agrade a seus sentidos. E se perde nos vícios, ilusões e prazeres.

Quem tem a predominância de Rajas, apesar de ter ambição e desejos, de ainda ser interesseiro, calculista, já segue as leis por conveniência e está mais voltado para a luz. Porém, a pessoa em quem predomina a qualidade de Tamas não segue leis, pensa em vingança, tem ódio e maldade.

Todos nós somos atraídos por estes gunas, qualidades da mente, como a força da gravidade. E às vezes, em um mesmo dia, podemos sentir os três gunas em nossos pensamentos, atitudes, em um momento ou outro.

Se ficarmos alimentando pensamentos negativos, de medo, de ódio, de revolta, estamos sendo atraídos pela qualidade de Tamas, e ficamos infelizes, preguiçosos, dominados pela depressão, pela tristeza, pelo egoísmo. Se ficarmos dominados pela qualidade de Rajas, nos tornamos ansiosos, agressivos, inconstantes, desejosos de uma coisa ou outra.

Se já estamos imbuídos da qualidade de Sattva, seguiremos as leis, não por interesse ou conveniência, mas por uma questão de integridade e amor interior. Seremos honestos, equilibrados, bondosos e harmoniosos. Nós nos tornamos disciplinados na pratica do yoga, da meditação, do caminho do Dharma (propósito de vida), da retidão, da verdade, da fé no Ser interior, na divindade que mora dentro de nós.

Com auto-esforço e auto-análise vamos nos conhecendo, aprendendo a discernir quais as gunas estão nos dominando e ficando assim livres da atração delas. Com o autoconhecimento, vamos aprendendo a educar nossos sentidos, aprendendo quais pensamentos, palavras e ações são induzidas por Tamas e quais são estimulados pela qualidade de Rajas. E com determinação, vamos purificando nossos pensamentos, emoções e sentimentos e vamos alcançando a qualidade mental de Sattva.

É um bom exercício mental para você fazer com você mesmo. Se está se sentindo preguiçoso, desanimado, depressivo, faça caminhadas, pratique exercícios e hatha yoga, ouça músicas alegres, dance. Procure vestir roupas de cores alegres, leia livros que levante seu ânimo.

Se estiver ansioso, tenso, agitado, com raiva, procure praticar com regularidade a meditação, a hatha yoga, o Tai Chin, o relaxamento. Ouça músicas suaves e tranqüilas no carro, acalmando-se no trânsito. Procure treinar estar mais focado no momento presente, focado nas suas ações, diminuindo assim sua ansiedade.

Quando estiver vivenciando mais a qualidade de Sattva, sentirá mais paciência, mais força para suportar com equanimidade os desafios, a dor, a impermanência das coisas. Conseguirá apoio interior através da mente positiva, das práticas do yoga, da fé inabalável, de sentimentos como gratidão e alegria interior. Quando você meditar e permitir que a mente se torne quieta e sua respiração calma e profunda, você experimentará o silêncio interior, estará em contato com a qualidade sáttvica, do Ser interior.

Procure se autoconhecer e escolha ser mais livre, cultivando a qualidade de Sattva, desenvolvendo a bondade, o autodomínio, a coragem, a não-violência, a gentileza e tranqüilidade da mente. Fique em paz! Deus em mim saúda Deus em você!


É formada em Yoga pela Federação de Yoga do Brasil e Centro de Estudos de Yoga Narayana/S.P, com aperfeiçoamento em Hatha Yoga e Meditação nos Estados Unidos. É professora de Hatha Yoga em Santos (SP), desde 1989. Atualmente ensina Filosofia do Yoga e Meditação.
event 28 jun, 2019

O que você achou do novo Vya Estelar?