imagem de capa

Como respirar corretamente durante a corrida?

por Simone Sarti

Resposta: Respiração é o ato de inspirar (colocar para dentro) e expirar (colocar para fora) o ar.

Todos provavelmente já ouviram falar que o melhor é respirar pelo nariz ou pelo menos inspirar pelo nariz e soltar pela boca, pois assim ao entrar o ar, já está aquecido e filtrado. Mas há momentos, principalmente durante atividades aeróbias em que isso é muito difícil, pois a intensidade do exercício muitas vezes exige uma quantidade de ar que não é possível conseguir inspirando-se apenas pelo nariz.

Quanto maior a intensidade do exercício, maior a necessidade de O2 no organismo e então é necessário colocar o “máximo de ar para dentro” da forma que for mais eficiente. Ou seja pelo nariz e pela boca. A ideia de que respirar pela boca provoca a famosa “dor do lado”, sentida principalmente por corredores iniciantes, está incorreta. Essa dor não está relacionada ao orifício pelo qual inspiramos e mais provavelmente pela perda de ritmo na corrida, com consequente perda de ritmo na respiração ou por que o diafragma pode estar trabalhando de forma brusca ou muito intensa, provocando um desequilíbrio entre o ar que entra e o que sai.

O diafragma é o mais importante músculo da respiração. Está situado na base dos pulmões e se estende quando inspiramos e se contrai na expiração. Para reverter o problema, basta diminuir o ritmo e forçar um pouco mais a respiração inspirando e principalmente expirando todo o ar.

A melhor forma portanto de respirar, é a forma mais confortável e que garanta a quantidade necessária de O2 naquele momento. Conforme melhora o condicionamento físico, a respiração vai ficando mais tranquila, flui melhor e aos poucos vai se coordenando com as passadas naturalmente.

ATENÇÃO: As respostas do profissional desta coluna não substituem uma consulta ou acompanhamento de um profissional de educação física e não se caracterizam como sendo um atendimento

 


Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.

O que você achou do novo Vya Estelar?