imagem de capa

Por que ficar em casa é cada vez mais fascinante

Por Valéria Meirelles

"A família do início do século XXI é um testamento à diversidade(...) A função do lar moderno também está se expandindo. Neste mundo conectado, ela serve como lar e também como escritório. Em um mundo incerto, tornou-se um refúgio"
I. Matathia e M. Salzman.

Para muitas pessoas, nada supera a agradável sensação de chegar em casa após um dia estafante de trabalho, após uma longa viagem ou simplesmente pelo prazer de estar em um ambiente seu - que não deixa de ser o próprio auto-retrato e revela em cada detalhe uma característica de quem mora ali. A casa tem a característica de ser uma extensão de seus donos, reflete valores e crenças, e também a maneira de estarem na vida.

Considerando as inúmeras mudanças pelas quais a sociedade passa, é claro que a casa, como reflexo de uma sociedade, também sofre influências e acaba se adequando às novas soluções encontradas para sua construção, decoração e funcionalidade.

Personalização

Muitos imbuídos da tendência de personalização, inclusive eles mesmos, elaboram ou remodelam seus móveis e decoram seus espaços de acordo com seus traços de personalidade. Como a tendência é que o lar se transforme no "templo do ser humano", o feng shui e filosofias orientais ajudam na elaboração do projeto e decoração das residências, através de uma proposta de harmonização e equilíbrio do ser humano com as forças da natureza, espirituais e o mundo material.

Dentro dessa proposta, a natureza ganha destaque, principalmente os jardins, incluindo aqueles para meditação e reflexão (jardins zen), que através do crescente número de adeptos da jardinagem, muitos serão mantidos pelo próprio dono, num gesto de múltiplo zelo: pela natureza, pela casa e por si mesmo, numa troca harmônica entre a terra e seu filho - metáfora maior da necessidade de retorno do humano às suas origens.

Casa, trabalho e Internet

Graças ao avanço e aprimoramento constante da tecnologia, muitas pessoas podem trabalhar em suas próprias casas, portanto, ter uma workstation ou escritório doméstico ligado à Internet já se tornou indispensável.

Aliás, a Internet ganhou espaço não apenas em função da vida profissional das pessoas, mas principalmente pela expansão da rede de contatos sociais e facilidades de compra e acesso às informações, sendo fundamental a um lar moderno.

A automação doméstica também ganha espaço e preferência das pessoas, com "(...) sistemas de software e hardware que permitem computadores pessoais programar sistemas de iluminação, aquecimento e resfriamento e eletroeletrônicos para eventos diários, semanais ou únicos.", conforme explicam Matathia e Salzman.

Cooking theater

A cooking theater, é uma derivação do home theater, no entanto, o astro principal será o dono ou dona da casa, que se transformará em um verdadeiro chef, ao cozinhar com requinte para amigos e familiares, que ficarão com ele enquanto prepara a refeição, assistindo ao espetáculo culinário. É o conceito de cozinha social, construída em detalhes para receber as pessoas, saborear bons pratos e bebidas com sofisticação e elegância, fazendo daquele momento um verdadeiro evento social, ou seja, um verdadeiro espaço para convivência.

RSM - Refúgios de Segurança Máxima

Os RSM são espaços blindados dentro da casa ou apartamento (escritórios, suítes, adegas) para serem acionados em situações de emergência, com sensores de movimento, alarmes e botões de alerta. Muitos possuem computadores ligados a um exclusivo sistema de segurança que os conectam imediatamente à polícia, além de alimentos e tv, caso os proprietários precisem passar algumas horas ou até dias protegendo-se de bandidos. Sem contar a freqüente demanda por empresas de segurança que fazem a guarda tanto à distância como através de funcionários diretamente alocados no local solicitado.

Futuro

Os projetos das casas e apartamentos também estão adquirindo novos contornos, para o futuro ou para situações emergenciais: atualmente os compradores buscam plantas flexíveis que possam se compatibilizar com várias fases de suas vidas, sem que precisem se mudar ou empreender grandes reformas. Nesse sentido, a idéia de uma residência que se adapte às necessidades dos idosos e a pessoas com restrições de mobilidade está cada vez mais em alta.

Não se pode esquecer também dos novos produtos eletrodomésticos que têm a função de facilitar totalmente a vida dos proprietários quanto à limpeza e manutenção da casa. Apesar disso, muitos proprietários preferem eles mesmos cuidarem pessoalmente de detalhes da casa - até pelo fato do encarecimento da mão-de-obra.

Refúgio

Com tantas ferramentas, a tendência maior é mesmo transformar de fato o lar num refúgio, onde se possa descansar e recuperar energias para enfrentar um mundo em constante mudança e extremamente competitivo no âmbito profissional. Seja pela busca da paz interior, pelo encontro com amigos, pela segurança, ou pelo prazer do contato com a natureza. O importante é valer a pena estar em casa, a extensão do eu que se reflete em cada cantinho construído e projetado pelo morador.

Meio ambiente e greenbuilding

Pensando em termos ecológicos de preservação ambiental, a construção sustentável ou greenbuilding surgiu com a proposta de oferecer soluções tecnológicas e inteligentes, que almejam reduzir ao máximo os impactos ambientais de uma obra.

Para isso, além de materiais ecológicos, propõe o uso adequado de água - principalmente a da chuva - bem como da energia, através da captação de energia solar, além do armazenamento e reciclagem de lixo, para cuidar da poluição. Um dos principais objetivos da construção sustentável é evitar desperdício de material durante sua construção - que é elevadíssimo na realidade brasileira.

Só para se ter uma idéia de sua importância, dados do Departamento de Engenharia de Construção da Escola Politécnica da USP mostram que a construção civil brasileira desperdiça em torno de 56% de cimento, 44% de areia, 30% de gesso, 27% dos condutores e 15% dos tubos de PVC e eletrodutos. Um despropósito em termos ambientais, sem contar o tempo e o dinheiro.

A proposta ecológica é uma tendência que inclui também pisos e telhados da casa feitos com as cerâmicas (porcelanatos) e pedras brasileiras, que vêm ganhando espaço como pisos e revestimentos. Os telhados podem possibilitar a passagem de luz natural em determinados ambientes, e da decoração, com materiais feitos de fibras naturais e móveis de madeira certificadas, dão ênfase à natureza e à preservação ambiental. Sem contar a mistura étnica, que favorece a integração de objetos vindos de diversas regiões do planeta.


Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.

O que você achou do novo Vya Estelar?