imagem de capa

Idoso chinês cuida do corpo e da saúde para manter a energia vital

por Nicole Witek

Já apontei várias vezes nessa coluna a necessidade dos idosos manter-se em boa forma. Isso não deve ser um desejo, porém uma atitude pró-ativa para responsabilizar-se pela sua saúde e seu equilíbrio. É indispensável que as funções tanto físicas como cerebrais sejam mantidas e constantemente ativadas.

A atitude normal é de pensar que quando se tem uma boa saúde é por simples acaso, sorte, ou benção. NÃO.


Christian Witek: testou todos os aparelhos do parque chinês Estou atualmente na Ásia. Acabo de passar duas semanas na China assumindo meu pleno papel de avó.

Uma das minhas atividades principais com meu netinho de dois aninhos foi levá-lo todos os dias para passear em parques - foto.

Uma das singularidades da civilização chinesa é que cada um faz o que quer. Pensei que fosse um defeito da minha cultura francesa onde ninguém entra em chilique quando o Presidente da República tem amante (caso do ex-presidente François Mitterand), o que seria um escândalo nos Estados Unidos. Na França costuma-se ter educação, consideração para com o outro, porém, ao mesmo tempo, respeito total da privacidade.

Durante essa última estada em Xangai, prestei mais atenção ao que acontece nos parques. Além dos fotógrafos de noivas, vestidas de branco e posando para o álbum de uma tradição cristão, longe dos valores do chinês da rua, observei muitos idosos com comportamentos estranhos...

– homem em pé imóvel no meio do caminho!

– homem agachado, caligrafando delicadamente ideogramas com pincel no chão só que ... com água!

– homens ou mulheres andando feitos macaquinhos com luvas: os dois pés e as duas mãos no gramado e o traseiro para o alto!

– homem com raquete de badminton batendo com ritmo sem parar durante horas, nas suas próprias coxas.

– homens e mulheres, lentamente repetindo as sequências de Tai Chi ou Chi Gong ou dançando em câmera lenta numa área menos frequentada do parque!

Estou citando uns dos exemplos de milhares que observei. Ainda mais, pode-se observar em muitos lugares instrumentos de tortura. E foi um divertimento para mim tentar descobrir o porquê desses equipamentos: essas fotos são só exemplos, tem muito mais!

Esses equipamentos são máquinas que estão à disposição do público e principalmente dos idosos para manter as articulações e os músculos em plena forma (foto)
Manter a energia vital (o Ch'i) é uma tradição na china

– uns para trabalhar a força dos braços e ao mesmo tempo a articulação coxo-femoral;

– polias para trabalhar ombros e força nas mãos e braços;


Aparelho para trabalhar as pernas com movimentos de esqui

Só que você alonga “o passo” gradativamente para trabalhar as pernas e ao mesmo tempo a intensidade do exercício, tornando um “exercício cardiovascular”;

– aparelhos onde você senta. Ao mesmo tempo em que você empurra com os pés as costas deitam sobre cilindros que massageiam a coluna vertebral;

– barras metálicas que você gira como se fossem remos de galeras;

– volantes gigantes que permitem que você trabalhe braços e ombros novamente;

– cadeiras de ferro que você iça com uma corda e permite elevar seu peso até uma altura de 2 metros do chão.

Vi idosos correndo lentamente em sentindo horário, abrindo e fechando as mãos na frente do plexo solar para carregar-se do Ch'i - ou seja da energia vital da árvore e da atmosfera. Vi pessoas em pé no sol, e olhos fechados, ensolarando e impregnando os olhos das radiações solares. Vi idosos fazendo captação de energia vital sob todas as formas.

Numa civilização onde não tem aposentadoria, nem pensão, onde se conta com um filho único para sustentar a velhice dos pais, o desafio de se manter em boa saúde é enorme. Sem falar na situação onde o filho único não existe, ou quando nasce uma mulher que, a princípio, sairá da casa para a casa de um futuro genro. Quando se pode só contar com si mesmo, tudo vale, começando pela manutenção dos músculos e do esqueleto.

A sorte que esses idosos têm é que certas tradições permanecem: o conceito de energia vital não foi aniquilado. Sem questionar e com a certeza da necessidade de circular um fluxo invisível, porém saudável, uma grande maioria de idosos se empolga para ficar ativa e em boa saúde.

Nessa população obrigada a manter um filho só por casal, obviamente a tendência da população será o envelhecimento. Não tem melhor prevenção para a saúde do que o movimento, a atividade, e ao mesmo tempo o relaxamento e a meditação. Os dois pólos estão equilibrados: corpo e cabeça. Além disso, o uso completo da força da energia vital.

Você não mora em Xangai? Pena, porque você teria à disposição esse estado de espírito. Porém, o yoga reúne todas as vantagens que estou mostrando a você. Pratique!

*O Ch'i ou qi integra todo o universo, liga os seres e as coisas entre elas. Num organismo vivo, o C'hi circula dentro do corpo ao longo dos meridianos ou circuitos de energia vital. O C'hi é presente em todas as manifestações da natureza.


Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.

O que você achou do novo Vya Estelar?