imagem de capa

Ensinamentos do yoga para prevenção de miopia

por Nicole Witek

Aumentou a proporção de míopes de 25 para 42% em 30 anos, nos Estados Unidos.

Sabemos como medir, tratar e corrigir, e também como se processa a mecânica do olho. Porém, não se sabe cientificamente ainda, nem as origens e nem as causas da miopia. Pesquisadores americanos apontam que entre 1970 e 2000 o número de míopes cresceu 17% (Archives of Ophtalmology, dezembro 2009).

A miopia é um defeito do olho que impede que a imagem, que está longe, se forme com nitidez sobre a retina. A imagem é percebida um pouquinho antes da retina, levando a uma visão turva. O míope enxerga bem de perto, pois só assim a imagem é formada sobre a retina.

Na França, as estatísticas apontam que 49% da população, que é quase a metade dos 65 milhões de habitantes, sofre de miopia. Essa porcentagem é bem similar em todo o mundo, com diferenças entre o interior e as cidades, dependendo do nível de evolução dos países.

Com certeza, hoje fica mais fácil diagnosticar o problema. De acordo com os especialistas, as causas são multifatoriais, destacando-se principalmente: a idade e a genética. Eles dizem que numa família sem míopes, existem menos riscos de se tornar míope. Caso contrário, você nasceu sem sorte!

Os especialistas apontam que a alimentação, os hábitos de vida, o lugar da residência, o nível cultural, o número de anos de estudos ou a utilização frequente do computador, são fatores importantes na evolução da visão. A exposição à luz, desde a infância, é também um fator importante a se considerar.
Com isso, ficamos bem informados.

Por que não dar ouvido às teses dos yogis: o olho, caso extremo raro, pode sofrer de uma deficiência genética porém, na maioria dos casos, trata-se de um uso errado de nosso aparelho visual. A vida moderna modifica o funcionamento natural do olho, feito para funcionar ao ar livre, gozando das percepções de todas as cores, recebendo a luz do sol, sempre em movimento, com um estado natural de integração no meio ambiente.

O que fazemos?

Totalmente o contrário. Exemplo ao meu alcance? Eu! Estou em frente à tela do computador, meus olhos fixados para uma distância de 40 a 50 centímetros, olhando para uma tela em preto e branco, estressada para apresentar umas informações para meu leitor que sejam interessantes e respirando mal por causa da minha posição sentada. Está tudo errado para os meus olhos.

Não posso modificar o avanço dos progressos da minha era, nem me isolar nas montanhas mais elevadas do planeta. Porém, posso usar uma técnica que funciona para salvar minha visão.

Aqui está uma lista de itens para serem verificados e usados de vez em quando durante o dia:

- Prestar atenção à postura e a possibilidade de respirar corretamente pensando na oxigenação do olho;

- Prestar atenção à posição da nuca pensando em não tensionar os músculos do pescoço;

- Depois de um certo tempo e antes que a musculatura do olho fique tensa e enrijecida, olhar pela janela e buscar um detalhe longe para permitir a acomodação para uma visão à distância;

- De vez em quando, olhar pela janela para enxergar o verde da natureza (tomara que seja possível!) e deixar uma sensação de bem-estar "ecológico" invadir seus pensamentos e suas emoções, pensando em livrar-se momentaneamente do estresse;

- Se for possível, não hesitar a passar da luz para a sombra, ativando a retina;

- Usar os óculos de sol em caso de forte necessidade ou sob indicação do seu oftalmologista. Se não, deixar o olho "viver" naturalmente e se adaptar à intensidade luminosa.

- De vez em quando, fazer uma parada saudável para os olhos:

- Esfregar as mãos uma contra outra até sentir calor e radiações;

- Aplicar as mãos em concha, apoiadas nos ossos da face, sem pressionar os glóbulos oculares e cruzando os dedos de uma mão, sobre os dedos da outra mão criando assim, uma escuridão total - imagem ao lado

- Através das pálpebras fechadas, enxergar a cor preta e imaginar o preto, respirando o preto, impregnando-se do preto, descansando no preto, balançando no preto, espalhando-se no preto, espreguiçando-se no preto;

- Permanecer num estado de descanso mental e emocional por alguns minutos, verificando a serenidade dos traços do seu rosto.

Com isso, se você sofre de miopia, ajudará à sua estabilização e não precisará aumentar o grau de correção ao longo dos anos de estudos, se você é jovem, e se você é mais velho, fará uma prevenção contra à vista cansada ou presbiopia.

Nao é nada complicado, porém, já sei que tirar um tempinho para essa curtinha pausa é difícil. Pense bem na saúde de seus olhos... vale a pena usar as técnicas dos yogis que há mais de 5000 anos não tinham nem os recursos dos óculos e nem a cirurgia laser para efetuar a correção da visão.

Conheço muitas pessoas que conseguiram melhorar a visão com as técnicas que ensinei. Hoje, essas pessoas sentem quando os olhos tensionam e quando a visão está perturbada. Elas conhecem o antídoto bem simples.

Convido-o a praticar essas técnicas, assim você fará uma bela prevenção para a saúde de seus olhos e pertencerá a segunda metade da população: os 50% com olhos sadios até o final da sua vida. Obrigada aos yogis!

Imagem extraída de um site de propaganda de uma almofada especial para praticar as técnicas de relaxamento dos olhos:
http://www.google.fr/imgres?imgurl=http://www.vivrebio.fr/catalog/images/Palming.jpg&imgrefurl=http://www.vivrebio.fr/catalog/coussin-de-palming-p-330.html&usg=__PzTsH>


Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.

O que você achou do novo Vya Estelar?