imagem de capa

Equilibre-se

Espiritualidade

Mude sua vida: medite e respire

Chave da meditação: observar os pensamentos sem se preocupar com eles

por Emilce Shrividya

A meditação é a arte para ser feliz. Ela estabiliza a mente e nos dá habilidade para enfrentar os desafios. Previne doenças, elimina a insônia e a inquietude da mente que traz tanto sofrimento.

A meditação é uma verdadeira terapia que purifica a mente, nos liberta da raiva acumulada, da ansiedade, do medo, dos traumas e conflitos da infância, do descontentamento e de todos os estados perturbadores da mente. Traz autoestima e autoconfiança.

Meditar aumenta o bem-estar porque provoca a liberação da serotonina (neurotransmissor que acalma e provoca sensação de prazer). Combate o estresse, trazendo calma e autoconfiança.

Na medida em que praticamos a meditação, começamos a observar a mente e a entendê-la. E assim, começamos a educá-la, a ter autodomínio e controle sobre nossos pensamentos e emoções.

Meditando diariamente, desenvolvemos determinação e vontade firme. Descobrimos nossa própria força interior que nos fortalece para eliminar o sofrimento da mente negativa e hábitos ruins e vícios.

A meditação diária e profunda desempenha a mesma função de catarse psíquica que os sonhos. Quem pratica a meditação regular e profunda dorme mais tranquilo, em um estado profundo e mais relaxado, e acorda sentindo-se melhor mesmo depois de poucas horas de sono.

Com a meditação, vamos alcançando o autodomínio sobre os sentidos e sobre nossa mente, e podemos ser verdadeiramente livres para desfrutar da vida, com alegria, serenidade e força interior.

Como para nadar temos que entrar na água, para entrar em níveis calmos e profundos, temos que aprender a meditar.

Aprende-se a meditar meditando.

Orientações básicas para você meditar:

• Não tente parar sua mente.

• Não lute contra seus pensamentos.

• A chave da meditação é observar os pensamentos, sem se preocupar com eles.

• Não force a respiração que deve ser natural.

• Primeiro passo para a meditação é parar o corpo, silenciar a atividade física.

• Relaxe seu rosto e seu corpo.

• Com a prática, a mente se aquieta por ela mesma.

• Observe como a mente vai para o passado e para o futuro. E, ao perceber essa turbulência da mente, traga a mente para o momento presente. Sem luta.

Então, vamos meditar agora?

Escolha um local tranquilo, onde você possa se sentar por uns 10 ou 15 minutos. Pode se sentar em uma cadeira, colocando os pés no chão, joelhos paralelos um ao outro. Torne-se consciente do contato com o assento e permita que sua coluna se alongue.

Pode se sentar no chão com as pernas cruzadas, mantendo a coluna alinhada e alongada. Mas, se você não tiver prática de sentar no chão, é preferível sentar-se na cadeira, pois é essencial uma postura confortável, sem dores, sem esforço.

Coloque as palmas das mãos para baixo, sobre seus joelhos ou coxas, unindo os polegares aos indicadores. Ou você pode, se preferir, coloque as palmas uma sobre a outra e descanse-as no colo.

Feche os olhos suavemente. Descontraia seu rosto com um leve sorriso. Relaxe seus ombros. Torne-se consciente da respiração. Não faça nada para respirar. Apenas sinta movimento natural da respiração. Muito naturalmente o ar entra e sai.

A respiração e a mente estão intimamente ligadas. E na medida, que você observa a respiração, ela se acalma e aquieta a mente.

Permaneça consciente da respiração e não se importe quantos pensamentos ou sentimentos estejam surgindo em sua mente. Apenas observe os pensamentos e deixe-os ir embora. Eles são como hóspedes que vão e vêm.

Para tranquilizar a respiração e a mente, repita silenciosamente o mantra Om Namah Shivaya, que significa: eu honro meu Ser interior. Inspirando, Om Namah Shivaya. Expirando, Om Namah Shivaya.

Apoie-se no mantra. Deixe que o mantra Om Namah Shivaya purifique sua mente, trazendo equilíbrio interior e serenidade. Quando perceber que algum pensamento surgiu e você se dispersou, gentilmente, volte para o mantra e para a respiração.

Nem tente parar ou subjulgar a mente pela força. Ela vai se aquietando por ela mesma com o poder do mantra e a prática da meditação.

O quanto lhe for possível, deixe o corpo quieto, sem se movimentar. Desfrute o momento e se entregue, sem querer nada.  Deixe o corpo relaxar, deixe a mente relaxar.
Permaneça assim, relaxado e tranquilo, por 15 minutos.

Quando terminar a meditação, volte suavemente. Sinta a respiração, ar entrando e saindo. E, lentamente, abra os olhos.

Agradeça a esse momento. Agradeça a Deus que habita em você. Agradeça a você mesmo, por seu autoesforço. Sinta como a meditação recarregou suas energias e tirou seu cansaço.

Mesmo que você ache que não meditou porque ficou apenas pensando, lembre-se que apenas relaxar e parar seu corpo são os primeiros passos na arte da meditação.

Muitos benefícios para a saúde física, mental e emocional vêm desse estado e relaxamento e descanso.

Invista na busca desse autodomínio sobre você mesmo. Aprenda a ser mais tranquilo, no meio de suas atividades diárias. Aprenda a conhecer melhor sua mente, meditando e relaxando, com entusiasmo e motivação.

Como disse o Mestre Yogue Paramahansa Yogananda: “Não se pode comprar a paz, você tem que saber como fabricá-la dentro de si mesmo, no silêncio de suas práticas diárias de meditação”.

Aprenda a arte de ser feliz através da meditação e adquira a paz interior. Medite e desperte o amor dentro de você. Transforme-se para melhor. Realize seu próprio milagre a cada dia conectando-se com o Ser interior. Descubra no seu interior, a fonte de toda alegria, coragem e confiança.

Namaste! Deus em mim saúda Deus em você! Fique em paz!


É formada em Yoga pela Federação de Yoga do Brasil e Centro de Estudos de Yoga Narayana/S.P, com aperfeiçoamento em Hatha Yoga e Meditação nos Estados Unidos. É professora de Hatha Yoga em Santos (SP), desde 1989. Atualmente ensina Filosofia do Yoga e Meditação.
event 28 jun, 2019

O que você achou do novo Vya Estelar?