imagem de capa

Impacto do vício em cigarro no bolso é absurdo

O prejuízo quando comparado à saúde, o bem mais precioso, é ínfimo, mas surpreende

Da Redação

O Brasil teve grandes evoluções em relação ao combate a esse vício, com restrições para o cigarro em ambiente coletivo e outras campanhas, mas, ainda é grande o número de fumantes no país. Parar de fumar não traz só benefícios para a saúde física, outro impacto muito importante é na saúde financeira da pessoa que fuma, com redução dos gastos com cigarro e tratamentos de saúde.

A conta é simples, com o valor do maço de cigarro a R$5,00, um fumante que consome dois maços de cigarro por dia, gastará por mês R$300,00; por ano o valor vai para R$3.600,00. Isso sem utilizar nas contas ganhos com investimentos. Mas, se esse dinheiro for investido por dez anos em uma aplicação com rendimento de 0,6% mensais e sem considerar a inflação, ao fim do período o ex-fumante terá R$52.500,90 e em trinta anos serão R$380.767,63.

Esse custo no orçamento mensal das pessoas fará com que muitos repensem sobre a importância de manter esse vício. É lógico que esse risco é muito menor do que os físicos, entretanto, não podem negar que esse impacto reflete na economia diária do viciado. Fora os sucessivos aumentos que o cigarro sofrerá no decorrer dos anos.   

Além do mais, há os gastos que um fumante terá nesse período com problemas de saúde, ocasionado pelo cigarro, e da perda de rendimento no trabalho em função do cansaço que esse vício proporciona e as famosas ‘paradinhas’.

Outro grande problema é que o ato de fumar não ocasiona problemas financeiros só para o viciado, o tabagismo gera uma perda mundial que ultrapassa a centena de bilhões de dólares por ano, sendo que a metade dela ocorre nos países em desenvolvimento. Esse valor é o resultado da soma de vários fatores, como o tratamento das doenças relacionadas ao tabaco, mortes de cidadãos em idade produtiva, maior índice de aposentadorias precoces, aumento no índice de falta ao trabalho e menor rendimento produtivo.

Assim, se você é fumante imagine: como você estará daqui a trinta anos continuando a fumar? Sua saúde estará boa? Quanto você terá gasto? Agora imagine: se parar de fumar hoje e investir esse dinheiro, daqui trinta anos, além de ter uma qualidade de vida muito maior, ainda estará mais de R$ 380 mil mais rico. Com isso terá saúde e também mais dinheiro para aproveitar a vida!

Por que você não aproveita o 31 de maio - Dia Mundial Sem Tabaco - para começar um caminho mais saudável e próspero na sua vida?  
 
Fonte: Reinaldo Domingos, educador financeiro, presidente da Associação Brasileira de Educação Financeira (Abefin)


Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.

O que você achou do novo Vya Estelar?