DESTAQUES

22 dicas para prevenir acidentes domésticos em crianças

Redação Vya Estelar 17/01/2018 SAÚDE E BEM-ESTAR
22 dicas para prevenir acidentes domésticos em crianças
Fonte: Google Imagens
Medidas simples são eficazes na prevenção desses acidentes

Da Redação

Quem dá as dicas é a pediatra Dra. Teresa Uras.

TEXTO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE



1ª) Instale grades ou redes de proteção nas janelas, sacadas e mezaninos;

2ª) Não deixe cadeiras, camas e bancos perto de janelas, pois as crianças podem escalar e se debruçar. O mesmo vale para móveis baixos perto de estantes e armários altos;

3ª) Instale portões de segurança no topo e pé das escadas. Se a escada for aberta, opte por redes ao longo de sua extensão. Cuidado com chão liso e tapetes. Não encere o piso e providencie antiderrapantes nos tapetes para evitar escorregões. Na maioria das quedas infantis atendidas nos postos do SUS, as crianças caíram do mesmo nível, ou seja, as quedas foram causadas por tropeções, pisadas em falso ou desequilíbrios;

4ª) Oriente seu filho a brincar em locais seguros. Escadas, sacadas e lajes não são espaços de lazer;

5ª) Crianças com menos de seis anos não devem dormir em beliches. Se não houver outro local, instale grades de proteção nas laterais das camas que ficam no andar superior;

6ª) O uso de andadores não é recomendado pela Sociedade Brasileira de Pediatria, pois pode comprometer o desenvolvimento ortopédico e causar sérias quedas;

7ª) Quando for trocar fraldas, mantenha sempre uma mão segurando o bebê;

8ª) Nunca deixe um bebê sozinho em mesas, camas e outros móveis, mesmo que seja por um instante;

9ª) Proteja as tomadas com protetores específicos;

10ª) Além disso, oriente seu filho a não colocar o dedo na tomada, pois  as queimaduras elétricas podem ser graves, expondo a criança ao risco de morte e sequelas;

11ª) Não deixe o ferro de passar quente e ao alcance da criança, mesmo que esteja desligado;

12ª) Os cabos das panelas devem ficar virados para dentro do fogão;

13ª) Use protetores nas portas para evitar que a criança prenda as mãos ou dedos;

14ª) Para uma criança se afogar, bastam 2,5 cm de profundidade. Cuidado, portanto, com água em baldes e tanques, além de vasos sanitários e piscinas sem proteção adequada;  

15ª) Teste a temperatura de alimentos líquidos e sólidos antes de oferecer à criança;

16ª) Antes do banho, teste a temperatura da água da banheira com a parte interna do cotovelo;

17ª) Nunca deixe remédios ao alcance das crianças, nem faça associação de medicamentos com balas e doces;

18ª) Não coloque produtos de limpeza em embalagens de alimentos e refrigerantes.  A criança pode confundir e ingerir. Evite também deixá-los na parte de baixo de pias e armários;

19ª) Caso a criança se queime, não passe nada no local afetado. Pomadas, pasta de dentes, manteiga, clara de ovos ou outras receitas caseiras podem prejudicar mais ainda a queimadura;

20ª) Lave a região por 10 minutos em água corrente e busque atendimento médico;

21ª) Se a chama atingir as roupas, a vítima deve deitar no chão e rolar. Quem estiver por perto deve cobri-la com um lençol ou pano molhado e levá-la imediatamente ao hospital;

22ª) Não estoure as bolhas, pois há risco de infecção.

Atenção!
Este texto não substitui uma consulta ou acompanhamento de um médico e não se caracteriza como sendo um atendimento.




TAGS :

    como, evitar, acidentes, domésticos, crianças

Redação Vya Estelar



ENQUETE

O Jornal da Cultura veiculou matéria apontando que o brasileiro não está animado com a Copa do Mundo. E você, está empolgado?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.