DESTAQUES

Por que meu príncipe virou sapo?

Eduardo Yabusaki 07/02/2018 COMPORTAMENTO
Por que meu príncipe virou sapo?
Fonte: imagem Pixabay
O que muda e faz com que se tenha a sensação de que o príncipe virou sapo?

Por Eduardo Yabusaki

É importante termos claro que quando somos arrebatados por sentimentos intensos, que acontecem em todo início de relacionamento, são eles que nos despertam o romantismo e atos impulsivos, e fazem com que nos apaixonemos. Portanto, não devemos medir, limitar ou evitar estes sentimentos, mas sim reconhecê-los e desfrutar deles.

TEXTO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE



Quando se é arrebatado pela paixão, ficamos inebriados pelos sentimentos intensos de bem querer, carinho e desejo que nos permitem viver de forma insensata, e até mesmo inconsequente, uma entrega ao outro, vivendo as emoções da forma mais pura e espontânea.

Entretanto, nessas condições, acabamos deixando de observar ou perceber características que podem não ser tão interessantes ou virtuosas aos nossos olhos embriagados pela paixão. Não damos a devida importância a isso.

Início

Todo início de relacionamento ‘exige’ atenção e dedicação maciças, natural ao período inicial de qualquer relacionamento apaixonado, o que acaba por nos dispersar de outras atividades cotidianas. Nesse período inicial acabamos muito movidos por nossas expectativas e idealizações que fazemos em relação ao nosso par, do que propriamente de quem ele seja verdadeiramente. Vemos no outro quem desejamos ou idealizamos e não necessariamente quem ele realmente é. Isso faz parte do processo de apaixonamento.

Quando essa paixão desmedida inicial ameniza e retomamos nossa ‘sanidade’, vamos nos deparando com tudo de bom sim, mas também com outras características que já existiam, mas não dávamos a devida atenção ou não eram relevantes até então, e que passam a incomodar ou não lhe parecem tão virtuosas.  

Como evitar que príncipes venham a se transformar em sapos?

Tem como evitar que isso aconteça?

Dicas para que seu príncipe não perca o ‘trono’:

1) Apaixone-se sim e entregue-se intensamente aos sentimentos e emoções e, se possível, pense sempre que todas as pessoas têm suas virtudes e também características que podem não lhe agradar ou até mesmo frustrar.

2) Pense que o sapo pode voltar a ser príncipe, desde que se leve em conta que aquilo que não lhe agrada (uma determinada atitude ou hábito por exemplo) possa em algum momento ser mudado, se isso for importante para ambos. Mas ressalto que isso é diferente de querer mudar a PERSONALIDADE ou o jeito de ser do outro. Ninguém muda ninguém.   

3) Lembre-se que decepções, frustrações e desilusões não significa que um relacionamento não tenha futuro, mas sim que essas vivências possam servir como motivação para mudanças e melhora na qualidade dos sentimentos e vínculo no relacionamento.

Não tema pelo sapo e apaixone-se sem limite ou restrições, ame e viva intensamente o seu relacionamento e seja feliz!




TAGS :

    por, que, príncipe, virou, sapo

Eduardo Yabusaki

Eduardo Yabusaki - Psicólogo e Sexólogo Especializado em Terapia Comportamental Cognitiva, Terapia de Casal e Terapia Sexual. Coordenador do Curso de Sexologia Clínica ministrado em diferentes cidades há mais de 15 anos. Docente convidado do Curso de Fromação em Sexologia Clínica de BH. Responsável pelo www.vidadecasalbh.com.br



ENQUETE

Paulo Coelho diz que os grandes prazeres da vida são grátis. Você concorda?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.