DESTAQUES

Estudo liga morte precoce de homens ao desemprego

Redação Vya Estelar 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR
O maior grupo de risco são homens abaixo dos 50 anos

Da Redação

Pesquisa realizada pela McGill University, do Canadá, revelou que o desemprego é a causa mais frequente de morte precoce de pessoas do sexo masculino.

Segundo o estudo conduzido pelo prof. Israelense Eran Shor, o fato de estar empregado – bem como a qualidade da ocupação – pode significar vida mais longa.

Usando técnicas de meta-análises, os pesquisadores demonstraram uma forte relação causal entre o desemprego e morte precoce – principalmente em homens. A taxa de mortalidade prematura de homens desempregados foi consideravelmente mais elevada (78%), do que para mulheres desempregadas (37%). O maior grupo de risco são homens abaixo dos 50 anos. Os pesquisadores também encontraram relação entre longevidade e o fato de as pessoas poderem exercer plenamente suas qualificações no cargo que ocupam.




Redação Vya Estelar

Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.



ENQUETE

Eleição presidencial no Brasil se transformou em plebiscito de Bolsonaro?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.