DESTAQUES

Meu namorado é workaholic. O que faço?

Anette Lewin 01/01/2016 COMPORTAMENTO
Mulheres se queixam desse problema

por Anette Lewin

"Amo muito meu namorado, mas ele só pensa em trabalhar e nunca tem tempo para mim. Fico sempre de lado e assim mesmo, ele faz questão de dizer que me ama muito e que me valoriza. Só que eu tenho certeza de que ele poderia me dar mais atenção."

Resposta: Você ja parou para pensar no que fez você escolher esse namorado? Será que entre os motivos da escolha não está o fato de que ele é uma pessoa ambiciosa, trabalhadora e que quer crescer profissionalmente? Se for assim, pense que nos dias de hoje, uma pessoa para ser bem-sucedida tem de trabalhar muito, muito mesmo, sem contar os cursos de aperfeiçoamento que tem de fazer...

Talvez você diga: "mas eu tambem trabalho e/ou/estudo e tenho tempo e disposição para estar com ele...".

Bem, existe uma diferença bem marcante entre homens e mulheres no que diz respeito a fazer várias coisas ao mesmo tempo.

O homem, quando está concentrado no trabalho, não consegue prestar atenção em outras coisas ao mesmo tempo. Muitas mulheres se queixam : "Mas ele não poderia dar ao menos uma ligadinha durante o dia?" Aí é que está o ponto: não, o homem consegue fazer uma coisa por vez, diferente das mulheres que conseguem fazer várias coisas ao mesmo tempo como por exemplo trabalhar, pensar no namorado, falar com as colegas enquanto olha a tela do computador e por aí vai. Muitas vezes essa diferença gera conflitos que acabam por enfraquecer um relacionamento que tinha tudo para dar certo.

Por que essa diferença de foco entre o homem e a mulher?

São diferenças adquiridas em função dos papéis do homem e da mulher na sua relação com a familia e a preservação da espécie. Uma teoria antropológica na qual o homem seria o caçador e a mulher a colhedora nos tempos antigos. O caçador tinha que se concentrar na sua presa, tendo assim desenvolvido mais a atenção focal; a colhedora, por sua vez, além de colher nos primórdios da agricultura, tinha que conciliar essa função com o cuidado com a prole, tendo desenvolvido mais a atenção difusa

Reflita

Pense, portanto, levando em conta esses aspectos, se seu namorado realmente não dá a você a atenção que ele pode lhe dar. Se achar que não, talvez valha a pena repensar suas necessidades afetivas e sua escolha. Mas lembre-se: qualquer escolha implica em algum tipo de renúncia. Alguém que pode dar a você mais atenção hoje, talvez não possa lhe oferecer um bom futuro amanhã...

Se, por outro lado, quiser ficar com esse namorado, tente suprir sua carencia pessoal através de outras atividades produtivas ou prazerosas, invista em você mesma! Essa atitude certamente fará de você uma pessoa mais completa e interessante ao lado da qual vale a pena ficar...

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. A psicóloga Anette Lewin responderá sobre relacionamento amoroso, conflitos na vida a dois e conjugal. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



Anette Lewin

É psicóloga graduada pela PUC/SP. É psicoterapeuta de adultos e adolescentes em consultório particular desde 1975 até a presente data.



ENQUETE

Paulo Coelho diz que os grandes prazeres da vida são grátis. Você concorda?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.