DESTAQUES

Entenda o poder da palavra na magia

Roberto Goldkorn 01/01/2016 AUTOCONHECIMENTO
Em certas condições, palavras usadas na magia podem alterar realidade

por Roberto Goldkorn

Você sabe que a palavra falada e até escrita pode ferir, magoar, ou salvar a vida de alguém, não sabe? Claro, podemos conferir isso no nosso dia-a-dia, e talvez você esteja entre as pessoas que magoou, ou usou o poder das palavras para levantar o astral de alguém que estava down.

Mas não é desse poder óbvio que quero falar aqui. O negócio é explorar a face oculta da palavra, o seu potencial mágico, sua capacidade de ser um instrumento de poder.

Vou começar contando uma historinha. Um conhecido pai-de-santo, foi atender em domicílio um velho fazendeiro. O homem tinha um enorme altar com diversos santos e muitas velas acesas. O fazendeiro muito devoto, tinha uma crença muito eclética e acreditava que Deus estava em todas as religiões que serviam como um painel de controle para acessar a divindade. O pai-de-santo olhou tudo com aquele olhar e concluiu que nada havia de errado ali. Elogiou o altar do velho devoto, e se preparava para ir embora sem nem mesmo cobrar a consulta, quando o homem segurou-o pelo braço e disse baixinho:

- O senhor acredita no poder da oração?

O meu amigo acostumado a todas as esquisitices disse que sim e sorriu.

O velho ainda lhe segurando o braço insistiu:

- O senhor parece que não acredita muito. A que horas costuma dormir?

- Por volta das onze, onze e meia.

- A sua cama é muito alta?  - Perguntou mais estranho ainda o homem.

- Não, respondeu sorrindo, é baixinha.

- Entonce muito bem. Posso derrubá-lo da cama essa noite? Só para mostrar as orações poderosas que faço. Elas passam pala família de geração em geração.

Querendo se livrar logo daquilo, o meu amigo concordou e saiu.

Em pouco tempo havia esquecido tudo. Chegou à noite, ele encerrou as atividades do dia, comeu suas duas dúzias de laranja, como sempre, tomou café, fumou seu cigarro e foi dormir. Ele me contou com começou a sentir muito frio e acordou. Estava dormindo no chão de cimento!

A palavra quando é carregada da energia emocional adequada é uma ferramenta de múltiplos usos. Os grandes oradores sabem bem disso. Mas quando é carregada de energia psíquica, quando se torna um mantra, onde o significado dicionarizado é o que menos importa é uma arma poderosa.

O poder da palavra na magia

A palavra usada na magia acompanhada dos gestos apropriados e, das correspondentes criações mentais, pode alterar a realidade de forma mais ou menos impressionante.

Ao lidar com o universo espiritual a palavra ganha uma dimensão ainda maior, pois se por um lado os seres desse mundo são invisíveis e não respeitam os limites físicos, por outro, não podem falar. A palavra reverbera no meio específico do que chamamos de luz astral e tem um poder avassalador. Isso explica a força dos exorcismos, das invocações de seres temíveis no seu universo, mas que subjugados pela força das palavras obedecem ao comando da voz do mago.

A palavra proferida com intenção mágica, seja invocatória ou comandatória, age ora como laços invisíveis, ou como chicote, ora como um convite irrecusável. As vibrações do som, proferidos de certa maneira, carregados de munição psíquica podem até matar. Fala-se de algumas seitas da via esquerda do Tibete cujos membros podem matar uma pessoa gritando um determinado mantra a poucos centímetros do alto de sua cabeça.

A palavra acompanhada de uma intenção fortemente construída e mantida pode ser a mais poderosa das armas do arsenal da magia.

Ao escrever isso tento observar as feições dos mais racionais,dos céticos que pela sua própria natureza e ignorância do assunto devem estar sorrindo tal qual o meu amigo pai-de-santo diante do velho fazendeiro. Mas fiquem tranquilos não vou derrubá-los da cama essa noite, tenho mais o que fazer.
 




Roberto Goldkorn

É escritor e autor dos seguintes livros: "Feng Shui para Brasileiros - A Medicina da Habitação", "Feng Shui - Energia e Prosperidade no Trabalho", "Feng Shui Para Brasileiros - A Cozinha" - todos pela Editora Campus. "Não Te Devo Nada" e "Solidão Nunca Mais" ambos pela Bertrand Brasil.



ENQUETE

O Jornal da Cultura veiculou matéria apontando que o brasileiro não está animado com a Copa do Mundo. E você, está empolgado?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.