DESTAQUES

Como agir com equilíbrio e naturalmente ser uma boa namorada?

Anette Lewin 01/01/2016 COMPORTAMENTO

por Anette Lewin


"Tenho 29 anos e nunca tive um namorado sério. Minha família me cobra muito e acabo me cobrando também. Porém, estou num novo relacionamento e sou cheia de medos: de ser carinhosa demais; displicente demais; não ser bonita e gostosa o suficiente... Com tudo isso, acabo me tornando uma versão estranha de mim mesma quando estou do lado da pessoa que quero, não consigo ser natural. O que faço?"

Resposta: Ser natural e seduzir são atitudes que nem sempre caminham em paralelo. Principalmente no inicio de um relacionamento.

A sedução é um jogo, e como todo jogo que se preze, exige truques e estratégias. E não dá para ser natural e estratégico ao mesmo tempo, não é?

Assim, a primeira coisa que você deve tirar de sua cabeça é essa preocupação com  a sensação de estranhamento em relação a você mesma quando está ao lado da pessoa que está tentando seduzir. É assim que funciona o jogo e muito tempo passará até que você sinta que conquistou e possa recobrar sua naturalidade.

Como se revelar ao namorado no início do namoro

Algumas atitudes devem ser levadas em conta nesse período em que você está se revelando para seu namorado. Muito embora no inicio de qualquer relacionamento haja uma vontade genuína de agradar, é importante que você pondere por quanto tempo conseguirá manter essa atitude, digamos, benevolente. Se você acostumar seu namorado a ter todas as vontades dele satisfeitas de imediato, ficará difícil mudar depois...

Se você der muito e receber pouco sem dizer nada, seu namorado vai acreditar que esse equilíbrio está bom para você e tenderá a manter o comportamento; e assim por diante. Nesse sentido, é importante que a relação entre o dar e receber mantenha algum nível de equivalência desde o inicio.

No que se refere às questões de autoestima, todo mundo se sente um tanto inseguro frente à concorrência. Certamente existirão mulheres mais bonitas, mais gostosas ou mais simpáticas do que você. Lembre-se porém que as escolhas afetivas não se fazem somente através do aspecto físico. A aparência é sim um dos primeiros chamarizes para a conquista amorosa, mas não para sua manutenção.

Assim, enfeite-se, prepare-se para seu amado, mas esteja atenta ao que acontece entre vocês. Preste atenção no que ele diz, tente entender quem é a pessoa que você está conhecendo... Enfim, expresse sua generosidade desligando-se da preocupação com o efeito que você está causando e acolhendo o que ele está tentando dizer. Nada mais desestimulante num encontro amoroso do que a sensação de estar falando sozinho!

E, por fim, aprenda a lidar com as cobranças de sua família de forma ponderada e madura. Quem está escolhendo e avaliando seu namorado é você e, por mais que sua família o aceite ou o rejeite, a palavra final será sua.

Pode ser que você descubra que ele é o homem da sua vida, mas pode ser também que você, ao conhecê-lo melhor, não sinta que encontrou o que procurava. A liberdade de escolha é o primeiro passo para uma relação consciente e confortável. Não se prive dela.

 

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. A psicóloga Anette Lewin responderá sobre relacionamento amoroso, conflitos na vida a dois e conjugal. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



Anette Lewin

É psicóloga graduada pela PUC/SP. É psicoterapeuta de adultos e adolescentes em consultório particular desde 1975 até a presente data.



ENQUETE

Paulo Coelho diz que os grandes prazeres da vida são grátis. Você concorda?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.