DESTAQUES

Fotos, selfies, redes sociais e bom senso

Karina Simões 24/05/2017 COMPORTAMENTO
Fotos, selfies, redes sociais e bom senso
Fonte: imagem Pixabay
Regras de etiqueta e bom senso valem para a vida real e virtual

por Karina Simões

Será que ando equivocada ou as pessoas estão exagerando nos seus posicionamentos e exibições em época de tantas mídias sociais?

Até que ponto o outro tem o direito de publicar uma foto de alguém desconhecido, conhecido ou mesmo amigo sem a devida indagação para fins de autorização por parte do autor da imagem?

Sim: não é surpresa vermos, atualmente, pessoas publicando fotos de amigos sem, ao menos, solicitar a devida permissão. Você acha que estou exagerando no quesito "politicamente correto"? Não! Bom senso deve fazer parte da nossa vida cotidiana em todas as esferas, não só no contato com o vizinho ao cumprimentá-lo com um "Bom dia!", mas, principalmente, nas mídias sociais, hoje uma nova forma de conhecer e interagir com pessoas, e com isso, requer regras de etiquetas e educação.

Esse ato que parece inocente perpassa não somente por questões jurídicas, mas tem também uma forte influência de componentes psicológicos, acarretando consequências sérias para a vida pessoal, familiar, conjugal e profissional. Pois, muitas vezes, alguém que saiu na foto "não autorizada" pode ter se sentido mal ou não gostar de exposições, por exemplo. E com isso, levá-lo a um estado de ânimo rebaixado ou alterado e até conflitos conjugais.

Lembro-me que há pouco mais de um ano, o país foi surpreendido com uma foto de um casal de aparência de classe de elite, sendo acompanhado por uma babá, devidamente uniformizada, que cuidava do filho do casal, trabalhando em pleno domingo. Afora as questões legais, que o rapaz da foto postou em forma de autodefesa, muito apropriadamente, pois ele tem o direito de ter uma empregada doméstica aos domingos, uma vez que esteja de acordo com a lei, mas o fato aqui que me chamou atenção foi a falta de privacidade a que estamos expostos hoje em dia. Acrescentando a isso, indago que direito tem alguém de fotografar uma família ou alguém que seja e postar nas mídias sociais? E em seguida sair julgando por aí. Esse fenômeno surgiu com o advento da TV, quando todos desejam ter um minuto de fama.

No entanto, hoje este ato está se caracterizando uma invasão de privacidade. Mas agora, como diz Umberto Eco, o grande filólogo, "O drama da internet é que ela promoveu o idiota da aldeia a portador da verdade". E, aqui questiono: que verdade? Cada um de nós carrega a sua verdade com a sua história de vida, com seus valores, conceitos que devem sim ser respeitados. Da mesma forma que somos uma sociedade em processo de aprendizagem de respeito à faixa de pedestre, à vaga de estacionamento para idoso... Devemos aprofundar essa prática e respeitar o direito do outro também nessa esfera. Pensemos nos possíveis ruídos e consequências antes de postar alguma foto ok?! Assim, regras de etiqueta e bom senso valem para a vida real e virtual também!




TAGS :

    fotos, selfies, redes, sociais, bom, senso

Karina Simões

Psicóloga clínica cognitivo-comportamental. Possui especialização em Psicologia da Saúde e Desenvolvimento pela UFRN. Especialização pela Faculdade de Medicina do IPHC da USP. Membro da Federação Brasileira de Terapias Cognitivas - FBTC. Mais informações: www.karinasimoes.com.br



ENQUETE

O Jornal da Cultura veiculou matéria apontando que o brasileiro não está animado com a Copa do Mundo. E você, está empolgado?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.